Img - A Ciência dos Maias


A Ciência dos Maias

Por: Cienciaonline.org

O povo maia tem origem incerta, mas antigas escrituras podem ligá-la ao platônico povo atlânte. Os maias se instalaram onde hoje é o sul do México, a Guatemala e Honduras por volta do ano 1000 a.C. A sucessão de descobertas arqueológicas, a partir do século passado, indica o desenvolvimento de uma das mais notáveis civilizações do Novo Mundo, com arquitetura, escultura e cerâmica bastante elaboradas. Sem dúvida nenhuma, essa civilização se baseou nos conhecimentos das culturas arcaicas, anteriores mesmo ao século X a.C.. Mas, foi a decifração dos ideogramas da escrita maia que permitiu reconstituir parcialmente a história deste povo magnífico. A história dos maias pode ser dividida em três períodos: o pré-clássico (1.000 a.C. a 317 d.C.); o clássico ou Antigo Império (até 889 d.C.); e o pós clássico ou Novo Império (também conhecido como "renascimento maia" até 1697). Da idade pré-clássica pouco se conhece, mas pode se afirmar que, neste período, já existia uma estrutura social e religiosa como uma classe sacerdotal especializada em matemática e astronomia. Provavelmente, foi nessa época que foi criado o calendário maia. O fim da idade pré-clássica e o começo da idade clássica foram estabelecidos com base nas primeiras datas que puderam ser decifradas nos monumentos.

As Ruínas de Copán, a oeste de Honduras, foram descobertas em 1570 por Diego Garcia de Placio. Um dos locais mais importantes da civilização maia, estas Ruínas não foram escavadas até o século XIX. Suas fortalezas e praças públicas imponentes caracterizam suas três fases principais de desenvolvimento, antes que a cidade fosse abandonada no início do século X.

Os avançados conhecimentos que os maias possuíam sobre astronomia, como eclipses solares e movimentos dos planetas, e sobre matemática, lhes permitiram criar um calendário cíclico de notável precisão. Na realidade são dois calendários sobrepostos: o tzolkin, de 260 dias, e o haab de 365 dias. O haab era dividido em dezoito meses de vinte dias, mais cinco dias livres. Para datar os acontecimentos utilizavam a "conta curta", de 256 anos, ou então a "conta longa", que principiava no início da era maia. Eles determinaram com exatidão incrível o ano lunar, a trajetória de Vênus e o ano solar (365 dias, 5 horas, 48 minutos e 45 segundos). Inventaram um sistema de numeração com base 20 e tinham noção do número zero, ao qual atribuíram um símbolo.

Os maias utilizavam uma escrita hieroglífica que ainda não foi totalmente decifrada. Os cientistas, estudiosos da civilização maia, comprovaram que os antigos fizeram muitas observações do Sol, durante sua passagem pelo zênite, na praça cerimonial de Copán. Esta descoberta reafirma que os maias foram grandes astrônomos e que viveram seu período de esplendor entre os anos 250 a 900 d.C.. Durante os solstícios e os equinócios, a posição do Sol gera alinhamentos especiais entre os vários monumentos, altares e outras estruturas da principal praça do sítio arqueológico maia de Copán.

Hoje, o vale de Copán, como outros sítios arqueológicos, é declarado Patrimônio da Humanidade, resguardando o centro dos cerimoniais da civilização maia, que floreceu na América Central no primeiro milênio da Era Cristã.


Artigo do mês de julho de 2002 da Revista de Ciência On-line: http://www.cienciaonline.org/


Fonte:
http://an.locaweb.com.br/Webindependente/ciencia/acienciadosmais.htm


+ Sobre essa Curiosidade:
Tags Relacionadas a "A Ciência dos Maias":
 Maias |   Incas |   Astecas |   Ciencia | 

 


Essa curiosidade foi lida 33406 Vezes | Tema: Ciências

Curiosidades Relevantes

A Ciência Confirma a Profecia Maia
Imagem - Civilização Maia Traduzido por: Isaac Lutti - Assessor de língua espanhola do CUB A Realização das detalhadas profecias que a antiga cultura Ma...
Leram 33471 Vezes

Os Maias
A civilização Maia viveu nas florestas tropicais de onde, hoje, localizam-se a Guatemala, Honduras e Península de Yucatán, ao sul do México. Os Maias se ...
Leram 17581 Vezes

Inicio da Ciência dos Remédios
Foi só a partir da metade do século 19, com as pesquisa do fisiologista francês François Magendie, que a farmacologia, a ciência dos remédios, se desenvolve...
Leram 5470 Vezes

Quantos níveis de consciência temos?
A mente humana ainda é um verdadeiro mistério para o homem. Sabe-se que a nossa mente tem muitos níveis de consciência, alguns que dificilmente conseguiremo...
Leram 4240 Vezes