CuriosidadeCiênciasAnticorpos e a Felicidade

Anticorpos e a Felicidade

Img Mobile - Anticorpos e a Felicidade
Img - Anticorpos e a Felicidade




Por Luiz Lopez
Um artigo muito interessante foi publicado ano passado nos Estados Unidos estabelecendo uma ligação fascinante entre os nossos estados emocionais e a produção de anticorpos que nos imuniza contra doenças. Essa ligação foi estudada através de um experimento muito engenhoso.

Os pesquisadores já sabiam que uma maior ativação de uma determinada área do lado direito do cérebro (chamada córtex pré-frontal direito, veja a figura do cérebro a direita da página) estava associada a estados emocionais de depressão ("tristeza"). Além disso era sabido que quando estamos submetidos a estados emocionais fortes nossos olhos apresentam tremores musculares.

Eles então propuseram que um grupo de voluntários tentasse se lembrar e escrever a respeito dos momentos mais tristes de suas vidas enquanto monitoravam a ativação de seus cérebros e o grau de tremor dos olhos através de aparelhos. Verificaram então que algumas pessoas ativavam mais essa região do lado direito do cérebro (ligada a depressão) e tremiam mais os olhos do que outras quando se lembravam de coisas tristes.

Separaram então os voluntários em dois grupos: um grupo que ativava muito o lado direito do cérebro e sofria de tremores oculares mais intensos (e que estariam portanto mais sujeitos a depressão) e outro grupo que ativava mais o lado esquerdo quando pensavam em coisas tristes (e que seriam portanto mais resistentes a depressão).

Depois os cientistas injetaram vacinas contendo o vírus da gripe enfraquecido nos dois grupos de pessoas e mediram, após 6 meses, a quantidade de anticorpos anti-gripe produzidos pelos dois grupos de voluntários. Como o vírus da gripe contem substâncias (antígenos) que o sistema imunológico humano reconhece como estranhas após algum tempo o corpo dos dois grupos de voluntários fabricaram anticorpos que neutralizavam os antígenos da gripe.

Contudo, o que os pesquisadores descobriram é que o grupo de pessoas que ativava mais o lado direito do cérebro (e que portanto supunham estar mais deprimido) haviam produzido menos anticorpos anti-gripe do que aqueles que ativavam mais o lado pré-frontal esquerdo (veja a figura ao lado).

Ou seja aparentemente o estado emocional de tristeza estava relacionado a uma menor capacidade produzir anticorpos para defender o corpo de antígenos como o vírus da gripe. Dessa forma a vacinação teria um efeito protetor menor sobre o organismo das pessoas mais deprimidas

Existem várias explicações possíveis para essa interação. Por exemplo: 1) a tristeza prejudica nosso sistema imunológico ou 2) um sistema imunológico prejudicado produz tristeza.

Atualmente muitos pesquisadores acreditam que a hipótese 1 seja válida (o que não impede que a 2 também possa ser verdadeira). Por via das dúvidas vale a pena tentar lidar com os problemas de nosso dia-a-dia da maneira mais bem-humorada possível (alguns dias, é claro, são mais fáceis do que outros). Afinal, nosso sistema imunológico parece "ficar feliz" e nos proteger de doenças melhor quando não nos estressamos por qualquer motivo.


Fonte:
Curio Bio





Img - Anticorpos e a Felicidade
+ Sobre essa Curiosidade: Felicidade Anticorpos Cérebro Saúde
Comentários:

Curiosidades Relevantes

  • Cor do xixi e do cocô X saúde

    A cor do xixi e do cocô tem uma relação direta com a saúde humana. As necessidades fisiológicas podem ser indicativos de que algo não vai bem no organismo e...
    Leram 27971 Vezes

  • O calor faz mal para o cérebro?

    O calor pode fazer mal ao organismo humano como um todo, mas também pode afetar o cérebro de forma individualizada. A exposição ao calor intenso por período...
    Leram 11638 Vezes

  • É possível fritar o cérebro de tanto pensar?

    É comum escutarmos a expressão “Meu cérebro estava fritando durante aquela prova”. Mas será que é mesmo possível fritar o cérebro de tanto pensar? É clar...
    Leram 22459 Vezes

  • Mistérios do cérebro humano

    O cérebro humano é um órgão complexo e cheio de mistérios. Mesmo com os inúmeros avanços da medicina, os médicos e pesquisadores ainda não têm explicações p...
    Leram 17014 Vezes

  • Como cérebros humanos poderiam ser haqueados?

    Uma série científica sugere que os cérebros humanos podem ser haqueados assim como os computadores. Mas como seria possível que o cérebro humano ficasse vul...
    Leram 12327 Vezes

  • Estresse altera o cérebro das crianças

    Um estresse intenso e duradouro pode desferir um golpe terrível em crianças, dizem os pesquisadores que descobriram que uma área do cérebro ligada à memória...
    Leram 11361 Vezes

  • O Consumo de Calorias do Cerébro

    As atividades cerebrais só são possíveis devido aos nossos neurônios (células nervosas) retirarem energia do oxigênio e da glicose. Por minuto, os neurôn...
    Leram 14095 Vezes

Nos siga

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Por que soluçamos depois de chorar bastante?
  • A síndrome de adaptação espacial
  • Como ter cidadania de outro país e como pedir asilo?
  • A curiosa amnésia retrógrada
  • Curiosidades sobre Baleias
  • As 50 Melhores Pérolas de Galvão Bueno
  • Origem da Palavra Folclore
  • Como o camaleão muda de cor?

Você Sabia?

A cadeira elétrica foi inventada por um dentista.