CuriosidadeCotidianoBalanço da destruição do Furacão Irma

Balanço da destruição do Furacão Irma

Img Mobile - Balanço da destruição do Furacão Irma
Img - Balanço da destruição do Furacão Irma




O furacão Irma passou pelo Estado norte-americano da Flórida no dia 10 de setembro de 2017, depois de ter causado grande devastação em diversas regiões do Caribe. Segundo especialistas, este foi o maior furacão já registrado no Oceano Atlântico, alcançando a categoria cinco da escala Saffir-Simpson.

Os primeiros países e ilhas atingidos foram os que sofreram o maior impacto de destruição. As áreas mais afetadas envolvem as ilhas caribenhas de Anguilla e Barbuda, Bahamas, Turks and Caicos, Ilhas Virgens, Porto Rico, St. Barts e St. Martin. Foram seis dias de medo.

Além da Flórida, o furacão atingiu os Estados Unidos na Geórgia e no Alabama, antes de ter se tornado uma tempestade tropical e ter se dissipado. Este fenômeno natural foi notícia no mundo inteiro por conta de sua fúria e potencial de destruição. O fenômeno começou a ser monitorado em 26 de agosto de 2017, na região de Cabo Verde.


A evolução do Furacão Irma



No dia 4 de setembro de 2017, o furacão Irma já demonstrava seu potencial de perigo, chegando à categoria cinco. A primeira área a sofrer os danos do fenômeno foi a ilha de Barbuda. Milhares de pessoas ficaram sem abrigo nessa região.

Muitas áreas turísticas importantes do Caribe foram atingidas, como Long Island, nas Bahamas, por exemplo. O conjunto de ilhas de Antígua e Barbuda, que abriga mais de 100 mil pessoas, também sofreu grande devastação.

Foram mais de duas horas de furacão nessa área, com ventos de mais de 300 km/h. O fenômeno arrancou a vegetação das ilhas, destruindo centenas de árvores. Os locais se transformaram em áreas abertas.

Vários alagamentos foram registrados em diversas localidades, aeroportos tiveram que permanecer fechados e os prejuízos financeiros foram incontáveis em todas as áreas atingidas.

Na ilha britânica Anguilla, grande parte dos habitantes teve de ser evacuada, e muitos perderam suas casas. Também houve destruição em escolas, prédios públicos, hospitais e na rede de telefonia e energia elétrica.

Em St. Barts e St. Martin, os estragos também foram sem precedentes. Muitas construções e áreas turísticas foram completamente destruídas.

Destruição em Saint Martin 2

Destruição em Saint Martin 1
Destruição em Saint Martin

Imagens de Satelite, Irma, Categoria 5

Depois de sair do Caribe, o furacão Irma atingiu a costa sul dos Estados Unidos, na região da Flórida. O fenômeno começou na área turística de Keys, já dentro da categoria 4. A infraestrutura de diversas cidades foi afetada, com o fechamento de rodovias, alagamentos, destruição da rede de energia e danos a várias construções. Mais de 4 milhões de pessoas ficaram sem eletricidade.

Informações de estações meteorológicas, radares e imagens de sondas da National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) concluíram que o furacão Irma superou a potência da bomba atômica lançada sobre a cidade de Hiroshima, no Japão, na Segunda Guerra Mundial, em 1945.

Últimas informações sobre furacões:
NOAA

Twitter/Noaa

Hurricanes.gov


Veja a evolução em do Furacão Irma em 30 segundos:


Trajetória do Furacão Irma / Noaa
Trajetória do Furacão Irma / Crédito: Noaa


Leia também:
O que é o olho do furacão?

Os Furacões mais Catastróficos da História

Quando começa e termina a temporada de furacões e tornados nos EUA?


Destruição



O furacão Irma deixou um verdadeiro rastro de destruição na região do Caribe e da Flórida, nos Estados Unidos. Os levantamentos realizados após o fenômeno indicaram cerca de 61 mortes, sendo 43 apenas no Caribe. Somente no território dos Estados Unidos, o prejuízo financeiro pode chegar a 50 bilhões de dólares.


Créditos das Imagens: Nasa e Noaa.





Img - Balanço da destruição do Furacão Irma
+ Sobre essa Curiosidade: Furacão Ciclone Furacões Tufão Tornado
Comentários:

Curiosidades Relevantes

  • Qual foi o maior tufão da Terra?

    As Filipinas foram atingidas pelo supertufão Haiyan, considerado o maior tufão da Terra. O fenômeno natural foi uma das mais poderosas tempestades tropicais...
    Leram 9905 Vezes

  • O que é o olho do furacão?

    Os furacões são classificados como grandes tempestades, nas quais a velocidade dos ventos pode alcançar a marca de 257 km por hora. O fenômeno é extremament...
    Leram 34491 Vezes

  • Como são nomeados os furacões?

    Os furacões são nomeados e catalogados num sistema de rodízio. Existem seis listas formadas por 21 nomes de furacões, em ordem alfabética, que são utilizado...
    Leram 17706 Vezes

  • Quais os maiores furacões da história?

    A história recente guarda lembranças de grandes desastres naturais, nas quais os furacões têm lugar de destaque. Anualmente, a temporada de furacões começa ...
    Leram 42932 Vezes

  • Tornado de Fogo, um raro fenômeno natural

    É comum vermos registros de tornados na tv, principalmente no Estados Unidos, não é mesmo? São ventos fortíssimos que formam um cone de ar devastador, capaz...
    Leram 36475 Vezes

  • Os Furacões mais Catastróficos da História

    Os desastres naturais são capazes de gerar tanta força com uma forte capacidade destrutiva, e os seres humanos ainda são incapazes de se proteger com eficiê...
    Leram 3018 Vezes

Nos siga

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • A Primeira Máscara de Carnaval
  • Por que você deve dormir pelado
  • Como é produzida a salsicha?
  • A Curiosa Longevidade Animal
  • Top 10 melhores times do mundo em 2013
  • O Inicio da Eletrônica
  • Carro Gêmeo Siamês
  • Vencendo uma guerra usando cobras venenosas

Você Sabia?

Comer maçã ajuda a ficar acordado.