CuriosidadeMundo BizarroCuriosidades sobre a Tarsila do Amaral

Curiosidades sobre a Tarsila do Amaral

Img Mobile - Curiosidades sobre a Tarsila do Amaral
Img - Curiosidades sobre a Tarsila do Amaral




Curiosidade 1 - "Abaporu" foi o quadro brasileiro de maior valor vendido até hoje. Seu preço alcançou US$1.500.000, e foi comprado pelo banqueiro argentino Eduardo Costantini.

Curiosidade 2 - Tarsila anulou seu casamento com o primeiro marido em 1925 para casar-se com Oswald de Andrade em 1926. O então presidente eleito Washington Luís foi o padrinho de Oswald e Júlio Prestes (na época governador do Estado de São Paulo) o padrinho de Tarsila.

Curiosidade 3 - Depois de 1929, com a crise do café no Brasil, o pai de Tarsila perdeu grande parte de sua fortuna e ela trabalhou como colunista nos Diários Associados de seu amigo Assis Chateaubriand.

Curiosidade 4 - Tarsila gostava muito de anotar novas receitas detalhadamente, porém nunca chegava a fazê-las. - A tela "O Pescador" foi vendida ao governo russo durante sua estada por lá em 1931. O dinheiro obtido teve de ser gasto no próprio país, uma vez que não podia ser convertido em outra moeda.

Curiosidade 5 - Tarsila possuía um dos melhores acervos pessoais do Brasil com obras de Léger, Picasso, De Chirico, Delaunay, Modigliani, Gleizes, Lhote, Ingres e também dos brasileiros Almeida Junior, Anita Malfatti, Lasar Segall, entre outros.


Fonte do texto:
http://www.tarsiladoamaral.com.br/curiosidades.htm





Img - Curiosidades sobre a Tarsila do Amaral
+ Sobre essa Curiosidade: Tarsila do Amaral Abaporu Brasil Artes
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Vida no Sistema Solar
  • Quase-cristais e sua extraordinária simetria
  • Quantas pessoas votam no Brasil?
  • 26 fotos que todo perfeccionista vai adorar
  • Lenda Urbana - Boneco do Fofão Satânico
  • Você tem Brontofobia?
  • Outra Mandioca Gigante
  • Por que fósseis vivos?

Você Sabia?

Dos estados americanos, o Alasca ganha em número de empregados que vão ao trabalho a pé.