CuriosidadeMundo BizarroKatsaridafobia

Katsaridafobia

Img Mobile - Katsaridafobia
Img - Katsaridafobia




As baratas habitam normalmente lugares mais escuros e quentes, preferencialmente onde haja abundância de alimentos. Durante a noite ou quando há ausência de luzes, saem de seus esconderijos passando a procurar por alimentos.

Chamamos de Katsaridafobia o medo excessivo de baratas. Não se trata apenas de um desconforto, mas de algo mais intenso. O medo de baratas pode ser uma resposta evolutiva, uma vez que nossos ancestrais da pré-história dormiam em cavernas e campos abertos, e nestas situações ficavam sempre alertas, mesmo em sono, aos insetos que andavam por seus corpos.

É bastante possível que o paciente com katsaridafobia tenha tido uma ou mais experiências negativas ou bastante traumáticas com baratas no passado. Crianças, por exemplo, que recebiam castigos ficando presas em um local sem iluminação que poderiam ter a presença deste inseto, podem acabar desenvolvendo quadros bastante sérios de katsaridafobia.

Barata

Muitas pessoas acabam sentindo-se extremamente desconfortáveis na presença de insetos, sendo a barata uma das que mais incomodam, sendo, portanto, a katsaridafobia mais comum do que imaginamos. Os sintomas envolvem a paralisia ou congelamento das reações na presença do inseto, ou ainda reações como choro e gritos, tontura e fraqueza, desmaios, aceleração dos batimentos cardíacos, aceleração da respiração, dores no peito e até mesmo ataques de pânico.

Barata de barriga pra cima

Apesar de ser um método bastante difícil e um pouco cruel, a terapia de exposição é uma das técnicas mais eficientes para acabar com o medo de insetos, como a barata, por exemplo. Trata-se de uma dessensibilização gradual, incluindo observar imagens de baratas, tocar baratas mortas, até chegar à presença delas, estando no mesmo ambiente sem que sofra ataques de pânico ou reações físicas significativas. Outra técnica bastante usada para o tratamento do medo de insetos, é a hipnoterapia, que se aprofunda, a partir da hipnose, na origem do medo, conseguindo alterar gradualmente os pensamentos sobre as baratas. Por fim, temos a terapia cognitivo comportamental acompanhada da psicoterapia, que faz com que se racionalize ao invés de perder o controle, amenizando o medo do inseto.

Confira também:
20 curiosidades impressionantes sobre baratas

Não se deve, em hipótese alguma, menosprezar medos como estes, mas sim buscar ajuda de um terapeuta e de profissionais que possam ajudar no tratamento efetivo, tornando a vida muito mais simples.





Img - Katsaridafobia
+ Sobre essa Curiosidade: Fobia Barata
Comentários:

Curiosidades Relevantes

  • O que é Domatofobia?

    Na lista das fobias mais estranhas do mundo, vamos apresentar agora a domatofobia, que é caracterizada pelo medo excessivo, irracional e patológico de estar...
    Leram 9877 Vezes

  • Calipsefobia

    Fobia é todo e qualquer medo ou ansiedade que se manifesta de forma paralisante quando uma pessoa se vê em determinado tipo de situação. São vários os tipos...
    Leram 5334 Vezes

  • O que é Acrofobia?

    A Acrofobia é um tipo de medo paralisante e irracional, manifestado em indivíduos que não suportam a altura. Essas pessoas entram em pânico ao se verem em s...
    Leram 3483 Vezes

  • O que é nomofobia?

    A nomofobia é uma perturbação mental dos tempos modernos. Esse problema é caracterizado por uma forte angústia causada pela incapacidade de comunicação por ...
    Leram 57459 Vezes

  • O que é coulrofobia?

    A coulrofobia é a aversão ou medo de palhaços. O termo é utilizado na psiquiatria e vem se mostrando uma fobia muito comum na sociedade moderna. As pesso...
    Leram 9345 Vezes

Nos siga

O site dos curiosos.

Veja também

  • Por que pedimos desculpas?
  • Paralaxe
  • Quais as piores drogas que existem?
  • Solidão Afeta Ovelhas
  • Origem da Palavra Folclore
  • Os círculos misteriosos do Mar Adriático
  • Eletricidade sem fio: Cientistas criam sistema de energia de alta eficiência
  • Doenças transmitidas pelo beijo na boca

Você Sabia?

Em um tempo de vida médio é possível afirmar que a pele humana é renovada mil vezes.