CuriosidadeCiênciasOMS confirma que mosquitos geneticamente modificados ajudam a combater o Zika Vírus

OMS confirma que mosquitos geneticamente modificados ajudam a combater o Zika Vírus

Img Mobile - OMS confirma que mosquitos geneticamente modificados ajudam a combater o Zika Vírus
Img - OMS confirma que mosquitos geneticamente modificados ajudam a combater o Zika Vírus




Em declaração formal, a Organização Mundial da Saúde (OMS) apoiou o uso de métodos alternativos e inovadores para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e do Zika Vírus. De acordo com a organização, é preciso buscar uma resposta estratégica ao vírus Zika, olhando para "abordagens inovadoras" para controlar os mosquitos e evitar a disseminação da infecção. Uma das metodologias apoiadas pela OMS é a pesquisa envolvendo insetos geneticamente modificados (GM).

Como parte dos esforços para melhorar o controle dos vetores do mosquito Aedes aegypti, a OMS confirmou que está considerando implementar uma pesquisa em unidade de gene. Caso o estudo seja bem-sucedido, essa unidade de gene poderia finalmente controlar as populações de mosquitos na natureza através da inserção de insetos geneticamente modificados capazes de evitar a propagação do vírus Zika.

A OMS também disse que a atual situação enfrentada pelo mundo em relação ao Zika pode ser considerada uma emergência de saúde global. A criação de mosquitos que não podem infectar as pessoas deve ser uma estratégia eficaz de parar a contaminação pelo vírus. Contudo, alguns pesquisadores também afirmam que essa ação é controversa, pois tem o potencial de alterar fundamentalmente ou mesmo acabar com uma espécie inteira de insetos.

Estudos anteriores com insetos geneticamente modificados demonstraram que as populações de mosquitos Aedes aegypti podem ser reduzidas em cerca de 90%. O papel dos mosquitos transgênicos pode ser fundamental para controlar doenças como a dengue e o Zika em diversos países do mundo.

Além de investigar os mosquitos geneticamente modificados, a OMS diz que está realizando pesquisas para conhecer os efeitos da introdução de bactérias Wolbachia em populações de mosquitos Aedes aegypti, o que poderia ter o efeito de impedir o processo de incubação dos ovos do mosquito depois que as fêmeas acasalam com os machos. Outra forma de suprimir os mosquitos poderia ser a esterilização dos insetos machos por meio de doses baixas de radiação.

Embora todos estes estudos estejam sob análise no momento, é concebível que algumas dessas estratégias devam ser usadas em breve para conter o Vírus Zika. Os países mais afetados pelo problema estão à espera de uma solução urgente para impulsionar o controle do mosquito.





Img - OMS confirma que mosquitos geneticamente modificados ajudam a combater o Zika Vírus
+ Sobre essa Curiosidade: Dengue Mosquito Malária
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Veja também

  • Armas Brancas
  • Japão enviará nave movida à energia solar para Vênus
  • Melhores formas de queimar gordura
  • A origem do IBGE
  • O que é Crossfit?
  • Curiosidades sobre alguns animais
  • Tudo sobre o Google Allo
  • Como cérebros humanos poderiam ser haqueados?

Você Sabia?

A pele humana é renovada 1.000 vezes ao longo da vida.