CuriosidadeCiênciasQual é o estado físico do vidro?

Qual é o estado físico do vidro?

Img Mobile - Qual é o estado físico do vidro?
Img - Qual é o estado físico do vidro?




A constituição física do vidro está exatamente entre o sólido e o líquido, por isso os cientistas classificam o vidro como um sólido amorfo, ou seja, um sólido que não apresenta uma estrutura atômica definida.

A organização das moléculas é a principal característica que distingue os sólidos amorfos dos sólidos regulares. Em uma barra de aço, por exemplo, as moléculas se dispõem de forma ordenada e coesa, já no vidro as moléculas encontram-se desordenadas e distantes entre si.

Essa estrutura é muito próxima da estrutura observada em estados líquidos, porém não possui uma série de propriedades típicas, entre elas, a de tomar a forma de um recipiente quando derramada em seu interior, pois nos líquidos as moléculas movimentam-se com maior liberdade.

O plástico e o algodão-doce encontram-se na mesma categoria do vidro.

Materiais amorfos normalmente são obtidos a partir do resfriamento instantâneo de materiais superaquecidos. É o resfriamento que reduz a capacidade de mobilidade das moléculas, colocando o material em um ponto de equilíbrio entre o sólido e o líquido.

Não podemos classificar o vidro como um material em estado sólido porque suas moléculas não estão completamente unidas de modo a formar uma estrutura rígida. Os materiais amorfos possuem propriedades específicas, por exemplo, a fácil magnetização promovida pela aleatoriedade dos átomos.





Img - Qual é o estado físico do vidro?
+ Sobre essa Curiosidade: Vidro Átomo
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Veja também

  • Qual é o estado físico do fogo?
  • Entenda o que é Astigmatismo, Miopia e Hipermetropia
  • O primeiro feriado da história da humanidade
  • O que é a fome?
  • O Mistério do Santo Sudário
  • Vídeo mostra suposto sacrifício humano dentro do CERN
  • O Poder dos Mitos
  • Os efeitos do LSD

Você Sabia?

O chocolate ao leite foi inventado por Daniel Peter e vendido ao seu vizinho, Henri Nestlé.