CuriosidadeMundo BizarroSuperstições Japonesas

Superstições Japonesas

Img Mobile - Superstições Japonesas
Img - Superstições Japonesas




"Além de não utilizar o número 4 (shi)
em andares de hospitais, outro costume referente ao número é não dar lembrancinhas ou presentinhos (os omiyages) compostos por quatro unidades ou quatro peças. O presente pode virar motivo para o término da amizade.

Outros números na mira dos japoneses:

9 - Sua pronúncia “ku” que significar agonia ou tortura.
42 - Significa morrer se for pronunciado separadamente (shi-ni).
420 - Significa espírito se for pronunciado separadamente (shi-ni- rei).

Por causa dessa superstição, esses números não aparecem em leitos de hospitais.

Como em Portugal,
Não deixe que um gato preto atravesse a rua na sua frente. Dá azar.

Não mate uma aranha à noite
Você pode perder todo o dinheiro que possui. Como a situação econômica do arquipélago não é das melhores, deixe os aracnídeos sossegados.

Alerta para quem tem medo de cobras:
não assobiem à noite, porque poderão topar com uma representante da família dos répteis ofídios. Além de cobra, pode também ser um ladrão.

Reza a crendice japonesa
Que muitas pessoas que se deitam após comer podem se transformar em um boi. Mesmo que essa metamorfose não se concretize, é certo que estará ganhando alguns quilinhos a mais se adquirir o hábito.

Jamais coma enguia com “umê” em conserva (ou “tempurá” com melancia).
Essas superstições lembram os ditos brasileiros de “não tomar leite depois de comer manga”.

Se comprar sapatos novos
Evite estreá-los à noite. Isso pode trazer má sorte.

Para quem vive tentado a sorte.
grande nas loterias, uma boa dica: se você encontrar um pedaço de couro de cobra, deve guardá-lo na carteira. Segundo dizem, isso fará com que você fique rico. Não custa arriscar.

Quando estiver em um local cujo piso é de tatame não pise nas bordas para não atrair má sorte.

Enfiar os talhares japoneses (hashis) em uma tijela de arroz.
Além de ser delito de etiqueta gastronômica dos mais graves, ainda é uma provocação ao outro mundo. Isso porque, no Japão, os hashis são cravados na tijela de arroz somente em uma situação: para deixar o arroz no altar em oferenda aos mortos.

Nunca passe comida de seu hashis para os de outra pessoa.
Após a cremação, em um funeral japonês, os parentes costumam utilizar os hashis para passar os ossos do falecido uns para os outros."





Img - Superstições Japonesas
+ Sobre essa Curiosidade: Lenda Superstição Japão
Comentários:

Curiosidades Relevantes

  • Lenda Urbana - Pirulito que dá Câncer

    A Lenda: Era um pirulito azul que coloria a língua. Não tinha gosto de nada, não era de sabor nenhum e ainda enchia sua boca de anelina. Se essa descrição ...
    Leram 26774 Vezes

  • Lenda Urbana - Brincadeira do Copo

    A lenda: A tábua de Ou-ija é um brinquedo muito comum nos Estados Unidos, uma tábua de madeira para a comunicação com os mortos. Então todos os participant...
    Leram 37395 Vezes

  • Lendas de um Dilúvio

    Sabemos que a tradição do dilúvio, pelo menos a lembrança dele, é comum a todos os povos do mundo, com excessão dos polinésios. Esta mesma tradição, narrada...
    Leram 18181 Vezes

  • Lenda Urbana - Boneco do Fofão Satânico

    A lenda: Boneco do Fofão. Um clássico. Diziam por aí que o simpático boneco tinha sido obra de um trabalho de magia negra e quem abrisse sua barriga encont...
    Leram 79259 Vezes

  • A Lenda do Amuleto de Pata de Coelho

    Por que a pata de coelho é um amuleto? No oeste europeu, antes de 600 AC, os homens consideravam os coelhos animais sagrados, por crerem que espíritos hab...
    Leram 31185 Vezes

  • Lenda Urbana - Quadro da Criança

    A Lenda: Esse não é um brinquedo, ou brincadeira, mas entra na lista pelo alto grau de bizarrice. Trata-se de um quadro, muito popular na decoração de casa...
    Leram 55620 Vezes

  • Lenda Urbana - Boneca Assassina da Xuxa

    A lenda: Mais um boato envolvendo a Rainha dos Baixinhos. Nos anos 80 ficou famosa a história de uma boneca da Xuxa que ganhou vida durante a madrugada, pe...
    Leram 110410 Vezes

  • A lenda do cavaleiro sem cabeça

    Na Escócia, os membros do Clã MacLaine, do distrito de Lochbuie, evitam a todo custo andar pela estrada da região durante a noite. Eles temem encontrar um d...
    Leram 84503 Vezes

Nos siga

O site dos curiosos.

Veja também

  • A origem do código de barras
  • Como é feita a reciclagem de pneus no mundo?
  • Curiosidades sobre os Elefantes
  • 14 alimentos que causam câncer e que você não deveria comer
  • As mulheres mais poderosas do mundo - 2008
  • Passo a passo para um Brasileiro comprar uma casa nos Estados Unidos
  • Cientista defende que os animais também pensam
  • Hacker inutiliza mais de 100 automóveis remotamente

Você Sabia?

Em um tempo de vida médio é possível afirmar que a pele humana é renovada mil vezes.