CuriosidadeTecnologiaTratamento para Dependentes em Tecnologias

Tratamento para Dependentes em Tecnologias

Img Mobile - Tratamento para Dependentes em Tecnologias
Img - Tratamento para Dependentes em Tecnologias




Tratamento para Dependência em Tecnologias
As tecnologias, como já aqui se falou, podem causar dependência. É necessário termos em conta que tecnologias, como os jogos eletrônicos, têm caraterísticas tão estimulantes e cativantes, que devemos usá-las com moderação.

Mas verdade é que há quem a use sem ‘responsabilidade’, deixando-se levar pelo mundo maravilhoso e fantástico, porém virtual, que ela disponibiliza.

Para casos assim, já começam a surgir respostas, e uma delas foi desenvolvida pelo médico londrino Richard Graham, que propõe a oferta de um tratamento personalizado para jovens dependentes em tecnologia, no Hospital Privado Capio Nightingale, Londres.

Este tratamento, engloba um programa até 28 dias, e terá como população alvo aqueles que passem muitas horas por dia a jogar no computador e/ou em sites como as redes sociais.

Não é objetivo de Graham, afastar os jovens por completo das tecnologias, até porque quando estes se vêem privados da mesma, ficam “cronicamente agitados e irritáveis”. Desta forma, impor um programa de abstinência não seria realista.

O médico afirma também, que foi a sua preocupação sobre as caraterísticas compulsivas e viciantes dos jogos, redes sociais e celulares, que o motivaram a criar este tratamento.

Segundo ele diz “a preocupação dos jovens em abrir sites e responder a mensagens é tão forte, que passa a ser prioridade. E pode ter um impacto em outras áreas da vida, e prejudicar a habilidade dos jovens para participarem de outras atividades.”

No entanto, o tratamento ainda só está disponível para pacientes do sistema de saúde privado, do Hospital Capio Nightingale, onde Graham exerce as suas funções.

Relativamente ao tratamento em si, este engloba três fases.


1ª Fase: Psicoterapia
A Psicoterapia tem como objetivo, ajudar e tratar os problemas que o paciente pode ter, a nível de relações pessoais.


2ª Fase: Offline
Nesta fase é trabalhada a relação que o paciente tem com a tecnologia, de forma a suprir o vazio deixada pela falta dela. Os jovens são também encorajados a desligá-la.


3ª Fase: Vida Real
A última fase, será aquela onde se estimula os jovens para a prática de exercício físico e atividades com a família e amigos.

A tecnologia já faz parte do quotidiano da maioria das pessoas, não a podemos evitar. Mas podemos e devemos, controlar o uso que dela fazemos.


Fontes:
http://pplware.sapo.pt/informacao/tratamento-para-dependencia-em-tecnologias/
http://www.nightingalehospital.co.uk/services/additions/technology-addition/





Img - Tratamento para Dependentes em Tecnologias
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Veja também

  • Curiosidades sobre a série Suits
  • 8 fatos chocantes que podem estar relacionados ao Clima
  • A história dos OVNIs
  • Mulher dá à luz filhos gêmeos de pais diferentes
  • Como Funciona o Filtro Solar
  • Top 10 mitos sobre o cérebro
  • Revistas femininas nos anos 50 e 60 (A mulher no mundo machista)
  • A Origem do Alfabeto Braille

Você Sabia?

Dos estados americanos, o Alasca ganha em número de empregados que vão ao trabalho a pé.