A origem dos cães-guias

É impossível precisar quando ocorreu de fato o primeiro treinamento de um cão-guia, mas sabemos com certeza que na Idade Média foram encontradas chapas de madeira que mostravam um cão preso por uma coleira conduzindo um homem cego.

Contudo, a primeira tentativa sistemática de treinar um cão para ajudar na locomoção de deficientes visuais foi em 1780 no hospital para cegos “Les Quinze-Vingts”, em Paris. E pouco tempo depois, em 1788, um fabricante cego de Viena chamado Josef Riesinger, treinou um spitz tão bem que muitas as pessoas duvidavam de que ele era realmente cego.

Existem dezenas de outros casos isolados de pessoas que se beneficiaram desse tipo de treinamento. No entanto, a história moderna do cão-guia tem seu início durante a Primeira Guerra Mundial, quando centenas de soldados voltavam cegos para casa em decorrência da ação de gases venenosos.

Em 1916 foi aberto em Oldenburg, na Alemanha, o primeiro centro de treinamento de cães-guias para cegos. A partir daí outras pessoas passaram a se interessar pelo negócio e muitos outros centros foram abertos ao redor do mundo.

Curiosidade
Os cães-guias eram chamados de "L’Oeil qui Voit", ou "The Seeing Eye" (referente à uma passagem do Velho Testamento da Bíblia "O ouvido que ouve, e o olho que vê", Provérbios, XX, 12).



+ Sobre essa Curiosidade: Cachorro

O site dos curiosos.

Veja também

  • Programação televisiva é interrompida por mensagem sobre o fim dos tempos nos Estados Unidos
  • Do que é feito o presunto?
  • Supercondutores
  • Saiba como funciona a indução de lactação em vacas
  • Imãs
  • Top 10 resultados mais óbvios da ciência
  • A Primeira publicação de um poeta brasileiro
  • Figuras de Lichtenberg: saiba por que cicatrizes causadas por raios têm formato ramificado!

Você Sabia?

Na Idade Média, os casamentos aconteciam sempre no mês de junho.