CuriosidadeAnimaisConheça Mike, o frango que viveu mais de um ano sem cabeça

Conheça Mike, o frango que viveu mais de um ano sem cabeça

Img Mobile - Conheça Mike, o frango que viveu mais de um ano sem cabeça

O que você diria se alguém te contasse que um frango conseguiu viver mais de um ano sem ter cabeça? Provavelmente, você pensaria que se trata de mais uma Fake News da internet, mas não é! O frango Mike realmente existiu. Ele viveu nos Estados Unidos e ficou conhecido como o “milagroso frango sem cabeça”.

A ave fez muito sucesso e foi vista por um grande número de pessoas. Esse caso aconteceu há mais de 70 anos, no Colorado, Estados Unidos. O dono do frango decapitou a ave, mas, curiosamente, ela não morreu. O frango viveu 18 meses sem a cabeça.

Mike e outras galinhas

A ave pertencia à família de Lloyd Olsen, um fazendeiro norte-americano. A estranha ocorrência teve início em 10 de setembro de 1945, quando Lloyd e sua esposa Clara estavam matando alguns frangos da fazenda. Mike, mesmo sem a cabeça, permaneceu vivo e andando pela propriedade.

Família Olsen

Depois dos 18 meses vivendo sem a cabeça, o frango finalmente morreu. Antes disso, no entanto, Lloyd percorreu várias regiões usando uma carroça, tudo para mostrar o frango sem cabeça à população e fazer apostas.

A história foi parar até no jornal. O "milagroso frango sem cabeça" foi matéria no periódico local e logo chamou a atenção de um produtor de espetáculos, que fez uma proposta para levar o frango para apresentações. O dono da ave aceitou e ganhou dinheiro com a fama do frango Mike.

Mike, o frango que viveu 18 meses sem cabeça

A ave foi para Salt Lake City e também para a Universidade de Utah. Ela passou por vários testes e pesquisas científicas. Depois disso, Lloyd, Clara e Mike percorreram os Estados Unidos em apresentações, passando pela Califórnia, Arizona e outras regiões.

Durante os meses de vida sem cabeça, a ave recebeu uma alimentação líquida diretamente no esôfago. Certa noite, o frango se engasgou e morreu sufocado. Isso aconteceu em 1947.

Alimentando o frango sem cabeça

Especialistas acreditam que o frango conseguiu sobreviver sem a cabeça por que 80% de sua massa cerebral continuou intacta após a decapitação. Além disso, a formação de um coágulo de sangue impediu que a ave morresse de hemorragia.

Depois que Mike morreu, Lloyd ainda tentou repetir o feito diversas vezes com outros frangos, mas não obteve sucesso.

Documentário sobre o frango Mike (Ative as legendas):


Fonte: BBC.



+ Sobre essa Curiosidade: Frango Galinha Cabeça
Comentários:

Curiosidades Relevantes

  • Orgasmo causa dor de cabeça em adolescentes

    Às vezes um sexo alucinante não é motivo para celebração, pois alguns indivíduos experimentam dores de cabeça intensas no momento do orgasmo. Até agora, ape...
    Leram 23786 Vezes

  • A Galinha não quebra seus ovos!

    Por que as galinhas não quebram os ovos quando vão chocar? Na Realidade, o que acontece na hora de chocar os ovos é que a galinha não põe o peso dela s...
    Leram 50891 Vezes

  • Barulho causa dor de cabeça?

    A poluição sonora pode trazer diversos prejuízos à saúde humana. O barulho pode sim ser um desencadeador de dor de cabeça, principalmente quando as pessoas ...
    Leram 16473 Vezes

  • A lenda do cavaleiro sem cabeça

    Na Escócia, os membros do Clã MacLaine, do distrito de Lochbuie, evitam a todo custo andar pela estrada da região durante a noite. Eles temem encontrar um d...
    Leram 104261 Vezes

  • Frango Careca

    Cientistas em Israel provocaram controvérsia ao criar uma galinha sem penas que, segundo eles, cresce mais rápido - e pode ser mais humana. Os frangos, c...
    Leram 24153 Vezes

  • Como nasce um galo na cabeça?

    Como nasce um GALO na cabeça? Quando se leva uma pancada na cabeça, alguns dos vasos sanguíneos que irrigam a região rompem-se, deixando vazar o plasma, pa...
    Leram 20998 Vezes

  • Como Combater a Dor de Cabeça

    Ao contrário do que algumas pessoas pensam, a enxaqueca não é apenas resultado de predisposição genética. Ela é provocada por uma associação entre o fator g...
    Leram 19219 Vezes