CuriosidadeCotidianoEntenda o que é Astigmatismo, Miopia e Hipermetropia

Entenda o que é Astigmatismo, Miopia e Hipermetropia

Img Mobile - Entenda o que é Astigmatismo, Miopia e Hipermetropia

Astigmatismo, Miopia e Hipermetropia são defeitos de visão que acometem grande parte da população, sendo condições bastante comuns e frequentemente tratadas por médicos oftalmologistas.

Esses defeitos de visão são causados por alterações na estrutura dos olhos e, quase sempre, podem ser corrigidos. De uma maneira geral, estes problemas interferem na maneira como o foco das imagens se forma na retina, e podem ter como causa uma modificação da córnea, do cristalino ou do tamanho do olho.

Quando uma pessoa apresenta um defeito de visão, desencadeado por qualquer alteração no padrão dos olhos, os raios luminosos que formam as imagens convergem para focos incorretos, na parte anterior ou posterior à retina. Isso faz com que o paciente desenvolva um nível de miopia, hipermetropia ou astigmatismo.


Principais diferenças entre Astigmatismo, Miopia e Hipermetropia



Astigmatismo – O paciente com astigmatismo tem uma curvatura da córnea com forma oval. Isso faz com que ele tenha focos de visão formados na parte anterior ou posterior à retina, o que resulta em vista embaçada. A dificuldade para enxergar acontece para perto, para longe ou em ambos os casos.

Miopia – O paciente com miopia tem olhos grandes e córneas com uma curvatura acentuada. Nessa condição, a luz atinge a parte anterior da retina e causa problemas para que a pessoa enxergue de longe.

Hipermetropia – O paciente com hipermetropia apresenta olhos pequenos e córneas planas. Essas características dificultam a visão de perto.

Em todos os casos, o paciente pode precisar de óculos ou lentes de contato para ajustar o foco das imagens. É preciso a consulta com o médico especialista para determinar o melhor tipo de lente para cada caso, dependendo do erro de refração e do grau do paciente.

Pessoas que apresentam dificuldade visual estabilizada podem optar pela cirurgia de correção após os 18 anos de idade. Contudo, antes de encaminhar o paciente para a cirurgia, o oftalmologista precisa realizar uma série de exames que comprovem que o indivíduo não tem predisposição para deslocamento da retina, infecções e outros problemas.

Menina com óculos de leitura

Quando procurar um médico?



Ao notar qualquer tipo de alteração na visão, procure um médico para realizar os exames adequados. Com esse diagnóstico, será possível compreender a formação do foco das imagens, o formato dos olhos e as possíveis modificações na córnea ou no cristalino.

Lembre-se que o astigmatismo é a dificuldade de enxergar longe e perto, causada por alteração na córnea. A miopia é um erro de refração que dificulta a visão de longe. E a hipermetropia é a dificuldade para enxergar objetos que estão perto.

Entre os principais exames de diagnóstico para estes defeitos visuais destaca-se a Topografia Computadorizada da Córnea. Já no tratamento definitivo dos problemas, a cirurgia refrativa garante bons resultados, devolvendo ao paciente a possibilidade de enxergar sem óculos ou lentes de contato.



+ Sobre essa Curiosidade: Visão Olho Dor de cabeça

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Por que após escovar os dentes dá sede?
  • Se o sangue é vermelho, por que as veias são azuis?
  • Os Males da Coca-Cola
  • Curiosidades da Alemanha
  • Mulher diz que bebe urina de cachorro para conservar sua beleza
  • A Alma para a Ciência e a Evolução dessa Alma
  • Curiosidades Sobre os Dinosauros
  • Méson Pi

Você Sabia?

Nenhum ser humano consegue se matar prendendo a respiração.