CuriosidadeCotidianoMitos e verdades sobre anticoncepcionais

Mitos e verdades sobre anticoncepcionais

Img Mobile - Mitos e verdades sobre anticoncepcionais

As pílulas anticoncepcionais têm se tornado cada vez mais comuns entre as mulheres após a menarca. Isso porque, além de atuar como um impedimento para que a gestação ocorra, o medicamento ainda ajuda no controle e na regulagem do ciclo menstrual, do fluxo e dos sintomas da TPM.

Com sua popularização, entretanto, surgem as polêmicas e preocupações, tendo sido assunto em pauta constante entre os médicos. Todos os métodos contraceptivos, como anel vaginal, adesivos, injeções ou o comprimido oral, servem como uma forma de evitar a gestação indesejada, controlando ainda doenças.

Segundo informações da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, aproximadamente 100 milhões de mulheres ao redor do mundo fazem uso de pílulas anticoncepcionais. Diante desta informação, se faz ainda mais importante esclarecer o que, dentre os efeitos e informações relacionadas aos anticoncepcionais, é mito ou verdade.


Mitos e verdades sobre anticoncepcionais



A pílula anticoncepcional, ao contrário do que muitos acreditam, não causa a engorda da mulher, mas pode, sim, aumentar a vontade de consumir carboidratos, assim como a retenção de líquidos. Converse com sua médica, caso haja propensão para retenção de líquidos, sobre as pílulas que diminuem a retenção.

Pilulas anticoncepcional

Segundo a médica ginecologista Flávia Fairbanks, do Hospital de Clínicas da USP, a pílula anticoncepcional pode causar celulites em mulheres que tem tendência a ter celulite, que apresentem má alimentação e sejam sedentárias, principalmente em decorrência da retenção excessiva de líquidos. O aumento dos seios também é um mito, já que o inchaço das mamas é somente uma retenção de líquidos, segundo a Doutora Flávia.

É possível, sim, que os hormônios das pílulas sejam usados para o tratamento de pele em mulheres, sendo eficiente na redução da oleosidade da pele e, portanto, consequentemente, das espinhas. Ajudam ainda, em decorrência do controle dos níveis de androgênios, que são os hormônios masculinos, na redução da quantidade de pelos.

O anticoncepcional, combinado com a genética da mulher, segundo a ANVISA, pode causar trombose. Mulheres que usam anticoncepcionais que contêm drospirenona, gestodeno ou desogenel, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, podem apresentar um risco de 4 a 6 vezes maior de desenvolver o tromboembolismo venoso.

É verdade que o anticoncepcional tem seu efeito cortado com o consumo de antibióticos. Isso porque este compete com a pílula no fígado, sendo que ambos saem prejudicados. Quando o organismo precisa dar mais importância pra um entre dois medicamentos, torna-se natural que opte pelo antibiótico, deixando o anticoncepcional mais fraco.

Não existe, exatamente, uma idade ideal para o início do uso de pílulas anticoncepcionais. A ideia geral entre os médicos, entretanto, é que desde que haja indicação e orientação médica, a menina possa começar o uso alguns ciclos após a menarca. É preciso, entretanto, empregar uma dosagem mais baixa e verificar contra-indicações.



+ Sobre essa Curiosidade: Camisinha Preservativo Gravidez Mulher
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Qual a melhor mágica já apresentada?
  • Qual a menor câmera digital do mundo?
  • Quais foram os maiores retrocessos nas leis no período Cunha-Dilma?
  • Video Game chamado Visor transforma jogos em realidade virtual
  • Novas magníficas imagens mostram detalhes de terremoto abaixo de Seattle
  • Top 10 mais bem pago na história da NBA
  • O positrônio - único átomo já criado em laboratório
  • O medonho peixe Candiru que entra na uretra e no ânus

Você Sabia?

Em seus primórdios, a Coca-Cola era verde.