Por que as pedras de gelo grudam?

Por que as pedras de gelo grudam?
Por Juliana Miranda

Todo mundo já usou aquelas forminhas que ficam no congelador para fazer umas pedrinhas de gelo para colocar nos sucos e outras bebidas, não é mesmo? Mas você já parou para pensar por que as pedras de gelo grudam nas mãos e dedos?

Uma situação comum ocorre quando uma pessoa pega o gelo e nota que ele começa a grudar na palma da mão ou nos dedos. Isso acontece porque o gelo transfere sua temperatura e começa a congelar a umidade presente na mão. As moléculas do gelo e as moléculas presentes na umidade natural da pele se unem e atingem um estado de aderência por alguns poucos segundos.

Uma forma de comprovar essa explicação é encontrando um freezer, daqueles usados em festas, e pegando cubos de gelo, que no interior desse equipamento ficam em uma temperatura de 20 graus negativos. Você vai notar que o gelo grudará ainda mais nas mãos, pois, quanto menor a temperatura, maior será a aderência.

Já o congelador da sua geladeira funciona a um ou dois graus negativos, no máximo. Então, o cubo de gelo feito no eletrodoméstico gruda menos ou simplesmente não gruda nas mãos.

cubos de gelo

Essa mesma explicação vale para aquelas situações nas quais a língua fica presa no gelo (não que você tenha que passar por isso). Vários filmes de comédia já mostraram cenas em que um personagem fica com a língua presa a uma superfície congelada pelo frio do inverno. Lembre-se: quanto mais umidade, mais adesão. Por isso, a língua gruda mesmo no gelo.

O processo pelo qual o gelo gruda em nossa mão, ou em nossa língua, é explicado pelas leis da física. Na prática, os corpos que entram em contato tendem a buscar um equilíbrio de temperatura. Essa é a lei primordial da termodinâmica.

Sendo assim, quando nossas mãos, úmidas e hidratadas, entram em contato com o gelo, elas têm sua temperatura diminuída para entrar em equilíbrio com o cubo de gelo. A umidade (uma camada de água invisível) congela e gruda no gelo. É como se ambos se fundissem, formando um só corpo.

Resumindo: o gelo, em temperatura negativa, quando em contato com a pele humana, congela a umidade natural da mesma. Ou seja, o gelo se funde à pele. Lembre-se que, para grudar na pele, o gelo precisa estar a menos 20 graus Celsius.

Para fazer uma experiência simples, lave suas mãos e, com elas ainda molhadas, pegue um cubo de gelo no congelador. Você vai perceber que o gelo grudará brevemente na sua pele.


Veja também:

Qual a diferença entre neve e granizo se ambos são gelados?