CuriosidadeCotidianoQual o efeito no cérebro de uma paixão?

Qual o efeito no cérebro de uma paixão?

Img Mobile - Qual o efeito no cérebro de uma paixão?

Uma paixão tem efeitos biológicos avassaladores! O cérebro passa por diversas transformações químicas durante o período em que permanecemos apaixonados.

Os componentes químicos responsáveis pelas paixões se unem a fatores culturais e genéticos. Durante a paixão, sentimos o aumento da pressão arterial, da frequência respiratória e dos batimentos cardíacos, além da dilatação das pupilas, tremores, falta de apetite, concentração, memória e até falta de sono.

Esses efeitos acontecem, pois a paixão altera regiões específicas do cérebro e aumenta os níveis de dopamina, um neurotransmissor da alegria e da felicidade.

Neurocientistas já descreveram que o efeito de uma paixão no cérebro é semelhante ao mecanismo cerebral que leva ao vício em cocaína, podendo até levar a uma síndrome de abstinência quando estamos longe do alvo de nossa paixão.

Durante uma paixão, as estruturas do cérebro chamadas núcleo caudado, área tegmentar ventral e córtex prefrontal ficam mais ativadas, aumentando os níves de endorfina, um neurotransmissor com efeito semelhante ao da morfina.

A publicação científica americana Psychoneuroendocrinology divulgou um estudo que indica que os efeitos de uma paixão no cérebro podem durar de 12 a 24 meses.

As alterações químicas que nosso corpo e nosso cérebro sofrem durante uma paixão são tão intensas que poderiam levar o organismo a um colapso, caso durassem muito tempo.



+ Sobre essa Curiosidade: Cérebro

O site dos curiosos.

Veja também

  • Como ganhar dinheiro com a realidade virtual?
  • Você sabia que os prêmios Oscar foram realizados duas vezes em 1930?
  • Ganhe dinheiro doando fezes: descubra como ganhar um salário extra
  • Tradição das Frutas Secas no Natal
  • OSNIS - Objeto misterioso no fundo do mar
  • Você sabe como é destruída a camada de ozônio?
  • Como ficar rico?
  • Colosso de Rodes - Maravilha do Mundo

Você Sabia?

Em um tempo de vida médio é possível afirmar que a pele humana é renovada mil vezes.