CuriosidadeCotidianoQuais países do mundo são livres de visto de entrada?

Quais países do mundo são livres de visto de entrada?

Img Mobile - Quais países do mundo são livres de visto de entrada?
Img - Quais países do mundo são livres de visto de entrada?




O visto é um documento oficial que autoriza um cidadão a entrar num país estrangeiro. O documento é emitido de acordo com o período e a finalidade da viagem. No entanto, alguns países são livres de visto, ou seja, não é necessário pedir uma autorização prévia para viagens.

Veja a lista dos países livres de visto:

África do Sul, Alemanha, Argentina (Ingresso permitido com cédula de Identidade Civil), Áustria, Bahamas, Barbados, Bélgica, Bolívia (Ingresso permitido com cédula de Identidade Civil), Bulgária, Chile (Ingresso permitido com cédula de Identidade Civil), Colômbia (Ingresso permitido com cédula de Identidade Civil), Coréia do Sul, Costa Rica, Croácia, Dinamarca, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Filipinas, Finlândia, França, Grécia, Guatemala, Guiana, Honduras, Hong Kong, Hungria, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Liechtenstein, Luxemburgo, Macau, Malásia, Marrocos, Mônaco, Namíbia, Noruega, Nova Zelândia, Ordem S.M. Malta, Países Baixos / Holanda, Panamá, Paraguai, Peru, Polônia, Portugal, Reino Unido, Rep. Tcheca, San Marino, Suécia, Suíça, Suriname, Tailândia, Trinidad e Tobago, Tunísia, Turquia, Uruguai, Vaticano e Venezuela.





Img - Quais países do mundo são livres de visto de entrada?
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Veja também

  • Dicas para ganhar dinheiro trabalhando em casa
  • Origem do Carnaval
  • Por que a inflação é prejudicial para economia de um país?
  • Quais países exigem diploma universitário para ocupar o cargo de presidente?
  • Curiosidades sobre os nomes dos meses do ano
  • 18 Mitos Sobre a Lua
  • O Segredo: A Lei da Atração referente ao Pensamento Positivo
  • 10 coisas que você provavelmente não sabe sobre seu próprio corpo

Você Sabia?

O chocolate ao leite foi inventado por Daniel Peter e vendido ao seu vizinho, Henri Nestlé.