A Hora da Morte

A dra. Louisa Rhine, pesquisadora do laboratório de parapsicologia da universidade de Duke, estudou vários casos de relógios que pararam de funcionar no momento da morte do seu dono. Num desses casos, um morador do Canadá relatou à dra. Rhine o que ocorreu em sua família; quando à morte do irmão de sua cunhada.

Quando o doente terminal morreu, às 6:24, ele telefonou para a família e para o médico, e em seguida preparou algo para que os visitantes pudessem comer. Além disso, era necessário ficar observando o relógio, porque a agência funerária chegaria às 9:30. Durante o café, um dos visitantes peguntou as horas, a cunhada do depoente consultou um relógio de bolso que lhe foi dado pelo seu irmão falecido; ao ver as horas, ela teve uma terrível surpresa: o relógio marcava exatamente a hora e os minutos em que seu irmão morrera.

Para ter certeza de que aquilo não era uma estranha conhecidência, ela pediu ao seu outro irmão que desse corda, para saber se ele parara por falta desta. O relógio ainda tinha três quartos de corda.



+ Sobre essa Curiosidade: Eletrocardiograma Relógio

O site dos curiosos.

Veja também

  • O Processo da Mumificação
  • O Fim das Reservas Minerais de Combustíveis
  • Coisas que só terão na copa do mundo do Brasil em 2014
  • Tutacâmon era consumidor de vinho tinto
  • O que acontece com a água do mar na maré baixa?
  • Curiosidades de Maquiagem
  • 11 importantes razões pelas quais os homens precisam do feminismo
  • Curiosidades sobre comida

Você Sabia?

Com um lápis é possível escrever uma linha reta de 56 km.