Cotidiano

Existe febre interna, que não pode ser lida pelo termômetro?

É bem provável que, em algum momento da vida, você vá ter febre. Esse é um processo de elevação da temperatura do corpo. Embora seja um grande transtorno, a verdade é que a febre por si só não é uma doença. Ela, na verdade, é sinal de que algum outro problema esta acontecendo, geralmente associada a inflamações. Processos inflamatórios podem levar à febre, que é um dos sintomas mais importantes e perceptíveis.

Isto é, quando uma pessoa tem febre, rapidamente todos os olhares se voltam para a possibilidade de uma inflamação. Em alguns casos, são necessários exames laboratoriais ou de imagem para constatar o local do problema. Felizmente, na maior parte das vezes, são inflamações que podem ser resolvidas de forma simples, com a administração de algum medicamento.

Existem, por exemplo, os chamados antitérmicos, remédios que conseguem fazer com que o seu corpo regularize a temperatura. Essas medicações geralmente são indicadas para lidar com a febre, enquanto outros medicamentos tentam lidar com a causa da febre. Mas como você sabe se esta com febre? Na realidade, é muito simples.

A febre gera outras consequências, que podem ser entendidos como sintomas, como: cansaço, abatimento, falta de apetite, enjoo (em alguns casos), apatia e, o sintoma mais marcante, a elevação da temperatura corporal. Quando uma pessoa esta com o corpo quente e com algum, ou todos, os sintomas citados antes, o ideal é já ficar atento. A maioria das famílias tem um termômetro em casa, que costuma ser usado nessas situações.

PUBLICIDADE

Ao posicionar o instrumento na axila, por exemplo, é possível aferir a temperatura do corpo. Geralmente, acima de 37,8º, já é importante monitorar, porque é um quadro de febre. Acima de 39, já é considerado febre alta; já acima de 40, geralmente é caso hospitalar e o ideal é correr para a emergência. Mas o que acontece quando você se sente febril, mas o termômetro não mostra nada? Nesses casos, é comum ouvir as pessoas falarem em “febre interna”, mas será que isso realmente existe?

Sentir o corpo quente pode indicar muitas coisas, afinal de contas o corpo humano é um organismo muito complexo. Muitas pessoas acreditam que sentir o corpo “quente” é sinônimo de febre, mas isso não é bem verdade. A febre só é constatada quando aferida e apontada em um termômetro. Se o termômetro mostra uma temperatura abaixo de 37,8º, o quadro não é de febre.

Também é comum que as pessoas relatem essa sensação como “princípio de febre”, o que também é outro erro. A temperatura do corpo pode variar, mas de 36º à 37,8º é considerado normal. Isto, estar sentindo o corpo quente não é necessariamente um sinal de febre, já que princípio de febre não existe.

PUBLICIDADE

Em casos onde o paciente não tem um termômetro em casa e chega na emergência depois de se medicar, ou depois de um banho (que muitas vezes reduz a temperatura do corpo), o médico vai fazer uma investigação para averiguar quais foram os demais sintomas naquele caso, que pode ou não confirmar a suspeita de febre.

Sobre o Autor

Roberta M.

Gosto de escrever sobre diversos assuntos, principalmente curiosidades e tecnologia. Contato: [email protected]