CuriosidadeInvençõesOrigem da Pinga (Aguardente de Cana)

Origem da Pinga (Aguardente de Cana)

Img Mobile - Origem da Pinga (Aguardente de Cana)

Antigamente, no Brasil, para se ter melado, os escravos colocavam o caldo da cana-de-açúcar em um tacho e levavam ao fogo. Não podiam parar de mexer até que uma consistência cremosa surgisse. Porém um dia, cansados de tanto mexer e com serviços ainda por terminar, os escravos simplesmente pararam e o melado desandou. O que fazer agora? A saída que encontraram foi guardar o melado longe das vistas do feitor. No dia seguinte, encontraram o melado azedo fermentado.

Não pensaram duas vezes e misturaram o tal melado azedo com o novo e levaram os dois ao fogo. Resultado: o ‘azedo’ do melado antigo era álcool que aos poucos foi evaporando e formou no teto do engenho umas goteiras que pingavam constantemente. Era a cachaça já formada que pingava. Daí o nome ‘PINGA’. Quando a pinga batia nas suas costas marcadas com as chibatadas dos feitores ardia muito, por isso deram o nome de ‘ÁGUA-ARDENTE’. Caindo em seus rostos e escorrendo até a boca, os escravos perceberam que, com a tal goteira, ficavam alegres e com vontade de dançar. E sempre que queriam ficar alegres repetiam o processo.

Fonte: História contada no Museu do Homem do Nordeste - Recife/PE.



+ Sobre essa Curiosidade: Cana de Açucar Pinga
Comentários:

Nos siga

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Aurora Boreal
  • Estados Mentais de Einstein
  • Empresa quer misturar maconha ao café
  • O que é Genufobia?
  • Tradição das Frutas Secas no Natal
  • Coisas que você não sabia sobre o Viagra
  • Arquivo Lacerta 1 (Reptilianos) Parte 1
  • Qual o motivo de chorarmos quando rimos demais?

Você Sabia?

Com um lápis é possível escrever uma linha reta de 56 km.