CuriosidadeUniversoPadrão de evolução das estrelas pode estar incorreto

Padrão de evolução das estrelas pode estar incorreto

Img Mobile - Padrão de evolução das estrelas pode estar incorreto

Os ensinamentos sobre a vida das estrelas, sua evolução e desaparecimento do espaço, que estamos acostumados a ver nos livros de astronomia, podem estar equivocados. Um estudo afirma que o processo de evolução estelar conhecido pelo homem está incompleto e precisa ser corrigido. Isso é o que mostram modelos computacionais detalhados feitos por Simon Campbell, um pesquisador australiano.

Os estudos atuais indicam que estrelas com massa semelhante a do Sol passam por uma fase no final de suas vidas, quando ocorre uma queima de combustível nuclear. Isso leva a estrela a perder massa em forma de gás e poeira.

A vida das estrelas é representada no diagrama de Hertzsprung-Russel, um gráfico que mostra o brilho das estrelas em função de cores. No entanto, algumas observações recentes feitas num enorme aglomerado estelar, pelo Very Large Telescope do ESO, mostraram que a maioria das estrelas não chega a esta fase de sua evolução.

Os pesquisadores descobriram que a quantidade de sódio presente nas estrelas permite prever de maneira precisa quando elas deixarão de existir no universo. O estudo também mostra que há uma perda de massa das estrelas para que depois haja um renascimento.

O processo é o seguinte: o material ejetado para o espaço é iluminado pela radiação ultravioleta que vem da estrela, formando uma nebulosa planetária. Depois, o material expelido é utilizado para formar uma nova geração de estrelas.

Para o australiano Simon Campbell, da Universidade Monash, na Austrália, que é especialista em teorias estelares, algumas estrelas não seguem as regras que hoje conhecemos e aceitamos como oficiais.

Campbell e a sua equipe estudaram a radiação emitida pelas estrelas do aglomerado estelar globular NGC 6752, situado na constelação austral do Pavão. Nos estudos, eles identificaram que duas gerações de estrelas podem ser identificadas no aglomerado pelas quantidades diferentes de elementos químicos leves, como carbono, nitrogênio e sódio.

Os resultados apontaram que um total de 70% das estrelas não estavam na fase final de queima nuclear com perda de massa. Isso poderia indicar que as estrelas morrem muito mais jovens do que se imaginava até então.

O estudo significa que os atuais modelos estelares utilizados pelo homem estão incompletos ou errados. As pesquisas continuarão a ser desenvolvidas até que os cientistas tenham todas as respostas necessárias sobre os padrões de comportamento e existência das estrelas.



+ Sobre essa Curiosidade: Estrela
Comentários:

Curiosidades Relevantes

  • A Estrela de Belém

    A Bíblia relata que uma estrela guiou os três Reis Magos desde o Oriente e indicou o lugar onde era possível encontrar o Menino Jesus. São muitas as teorias...
    Leram 20581 Vezes

  • Por que as estrelas brilham

    As estrelas brilham devido a reações termonucleares (queima de combustível em seu núcleo) que ocorrem em seu interior. Isso quer dizer que corpos a alta...
    Leram 72822 Vezes

  • Estrelas Zumbi

    As Estrelas Zumbi, também chamadas de Supernovas de Tipo LA, são áreas do universo que absorvem matéria de estrelas próximas mesmo depois de terem “morrido”...
    Leram 18490 Vezes

  • Quantas estrelas existem no Universo

    Primeiro podemos explicar que as estrelas estão dentro das galáxias, as estrelas formam uma galáxia. A nossa galáxia chama-se Via-Láctea, nela existem ...
    Leram 37957 Vezes

  • Por que as estrelas piscam?

    Frequentemente, temos a impressão de vermos as estrelas piscando no céu. Na realidade, as estrelas não piscam, mas apenas provocam uma ilusão de ótica que n...
    Leram 44913 Vezes

  • Curiosidades sobre a Estrela de Belém

    A Estrela de Belém Muitas vezes já se discutiu se a estrela mencionada no Evangelho de São Matheus e que apareceu aos Reis Magos, guiando-os finalmente, at...
    Leram 14299 Vezes

Nos siga

O site dos curiosos.

Veja também

  • O Planeta está esfriando
  • Problemas do sono excessivo
  • Aracnofobia
  • Cálculo de Rodagem
  • Girassóis coloridos
  • Origem do aperto de mão
  • Curiosidades sobre a Bolívia
  • Perigoso asteroide de 400 metros passará muito próximo a Terra em 8 de novembro de 2011

Você Sabia?

Com um lápis é possível escrever uma linha reta de 56 km.