Cotidiano

Por que você jamais deve lavar o frango cru

O frango é uma das opções de fonte de proteína mais acessíveis e escolhidas pelos brasileiros. Geralmente, trata-se de uma carne de fácil acesso e preço mais em conta, estando presente nas mesas das famílias mais humildes.

Justamente por ser um alimento tão comum e presente na vida dos brasileiros, é também uma proteína com diversas formas de preparo possíveis e que, geralmente, tem variações riquíssimas de uma região do país para a outra.

No entanto, uma coisa acaba se repetindo em muitas partes do país. O problema é que essa prática não é tão indicada quanto as pessoas pensam. Você lava o frango antes de cozinha-lo?

A prática acaba se popularizando e sendo passada de mãe para filho, de filho para filha, assim por diante. No entanto, embora pareça uma ideia até higiênica, acaba sendo uma festa de microrganismos e bactérias.

PUBLICIDADE

O que acontece é o seguinte: imagine que você tenha um frango contaminado por algum microrganismo. Lava-lo embaixo da água corrente não vai resolver o problema, porque não vai matar esse microrganismo.

O que essa água pode fazer, por outro lado, é espalhar as bactérias por toda a sua pia, ou bancada, contaminando outros itens que estejam expostos. Para se ter ideia, a Campylobacter é uma bactéria muito comum no frango.

Essa bactéria causa sintomas de náusea, vômitos, febre, diarreia, dor abdominal, etc. A Campylobacter é uma das principais causadoras de intoxicação alimentar, por exemplo. Agora, imagine que você lava o frango e espalha essa bactéria por toda a pia!

Então o que se deve fazer afinal?

PUBLICIDADE

A solução é muito mais simples do que parece! Para resolver o problema, caso você tenha medo de estar ingerindo alimento contaminado, basta cozinhar a ave muito bem. Isso mesmo, o fogo é seu maior aliado.

Você não precisa lavar o frango (carne nenhuma, na verdade!) antes de leva-lo ao fogo, precisa apenas garantir que o tempo de cozimento seja respeitado. Dessa forma, nenhuma bactéria vai sobreviver.

Mais dicas:

Se você frequenta o mercado, deve saber que comprar carne junto com outros alimentos é sempre um desafio. Uma dica é sempre isolar a sua carne em uma sacola única, para não expor seus demais alimentos ao “caldinho” que vai escorrer da carne.

Em tempos de coronavírus, uma prática recomendada pela OMS contra a covid-19, mas que serve muito bem para essa questão, é fazer a higienização dos alimentos. Latas, sacos, potes, etc. Tudo aquilo que foi comprado do mercado (menos as carnes) podem ser higienizados, assim você elimina as bactérias.

Sempre lave as mãos antes e depois de manusear o frango em casa. Dessa forma, você garante que não vai adicionar bactérias ao alimento e nem levar bactérias dele para outras partes da sua cozinha.

Uma questão importante na hora de lavar as mãos é sempre se lembrar que lavar não é o mesmo que “passar uma água”. Use sabão e esfregue bem as mãos, por pelo menos 20 segundos.

Além disso, sabe a sua tábua de corte? Tente ter uma separada para cada tipo de alimento, especialmente porque se trata de um objeto cujo a higienização é complicada. Mas nada de guardar sem lavar, ein!

Terminou de fazer o frango? Faça a higienização da pia, bancada, mesa e utensílios que entraram em contato com ele. Ufa! Podem parecer cuidados excessivos, mas não custa nada prestar atenção na saúde, não é?