Telescópio da Nasa encontra moléculas de oxigênio no espaço

Já que o universo é infinito, pode-se dizer que há uma infinidade de descobertas que ainda serão desvendadas pelo ser humano. E uma delas foi divulgada no dia 1 de agosto de 2011.

O Observatório Espacial Herschel descobriu as primeiras moléculas de oxigênio no espaço. O telescópio encontrou o oxigênio na nebulosa de Órion. As moléculas estariam presas em partículas de gelo ao redor de poeira espacial.

Moléculas de oxigênio como as da Terra nunca tinham sido descobertas pelos cientistas. Vale lembrar que para eles é comum a existência de átomos de oxigênio individuais, principalmente ao redor de estrelas.

“O oxigênio foi descoberto nos anos 1770, mas levamos mais de 230 anos para finalmente poder dizer com certeza que essa simples molécula existe no espaço”, afirmou Paul Goldsmith em entrevista coletiva sobre o fato. Paul é cientista do projeto da Nasa no laboratório de Propulsão a Jato, em Pasadena, na Califórnia.
“O oxigênio é o terceiro elemento mais comum no Universo e suas moléculas devem ser comuns no espaço. O Herschel está fornecendo uma ferramenta poderosa para desvendar esse mistério”, disse Bill Danchi, cientista da Nasa em Washington que trabalha no projeto.
A procura deve continuar. Como disse entusiasmado um dos cientistas do projeto, “ o universo ainda guarda muitos segredos”!


Juliana Miranda - Equipe do SitedeCuriosidades.com
Licença:
Creative Commons License



+ Sobre essa Curiosidade: Oxigênio Vida Telescópio Gelo

O site dos curiosos.

Veja também

  • Caçador de rinocerontes é morto por elefante e comido por leões na África do Sul
  • Curiosidades sobre a Hyundai
  • Conheça a Flor da Vida
  • Sobre a indicação do Hitler ao prêmio nobel da paz em 1939
  • Facebook te ouve através do microfone do seu smartphone
  • Quem inventou os óculos?
  • A invenção da Roda
  • Novo tipo de lentes detecta imagens invisíveis aos olhos humanos

Você Sabia?

O chocolate ao leite foi inventado por Daniel Peter e vendido ao seu vizinho, Henri Nestlé.