CuriosidadeInvençõesComo surgiu a fibra ótica?

Como surgiu a fibra ótica?

Img Mobile - Como surgiu a fibra ótica?

A comunicação com a fibra ótica tem sua trajetória iniciada no século XIX, mais precisamente no ano de 1930, quando algumas experiências com fibra ótica já haviam sido feitas, na Alemanha. Um dispositivo chamado “Fotofen” convertia sinais de voz em sinais óticos, utilizando a luz do sol e lentes montadas em um transdutor que vibrava ao entrar em contato com o som.

Já as pesquisas sobre as propriedades e as características da fibra ótica, em si, se dá pelo inventor indiano Narinder Singh Kanpany, quando ela se tornou mais utilizada, principalmente durante os anos 60, com o surgimento das fontes de luz de estado sólido, raio laser e os LEDs e das fibras de vidro de alta qualidade livres de impurezas.

Quem se beneficiou dessa criação foram as companhias telefônicas, que faziam uso de técnicas de fibra ótica em conexões de longa distância. No meado dos anos 80, esse serviço foi estendido aos Estados Unidos e ao Japão, com milhares de quilômetros de cabos de fibra ótica para estabelecer comunicações telefônicas.

As fibras óticas são utilizadas em vários equipamentos médicos para examinar o interior do corpo humano, isso porque as imagens que são transmitidas por elas podem ser ampliadas e manipuladas, a fim de que estabeleçam uma melhor observação, mais detalhada, das cavidades do organismo.

A utilização da fibra ótica também se dá também se dá nos estudos da física e engenharia nuclear, a fim de que possam melhorar a visualização das operações que se realizam nas inspeções do núcleo dos reatores.

fibra ótica


Como é feita a comunicação através do cabo de fibra ótica?



O sistema de comunicação da fibra ótica é constituído por três blocos: o bloco transmissor, o bloco receptor e o bloco do meio físico.

O bloco transmissor tem a função de transformar o sinal elétrico recebido em ótico, sendo composto por dois componentes básicos: o circuito driver e o circuito emissor de luz. O circuito driver possui a função de controlar a polarização elétrica e a emissão de potência ótica. Já o circuito emissor de luz é responsável pela conversão e emissão do sinal ótico.

O bloco receptor já trabalha de forma inversa ao transmissor. Ele detecta o sinal ótico e o converte para o sinal elétrico. Possui um fotodetector que realiza a conversão optoelétrica e por um circuito amplificador-filtro, o é feita uma leitura adequada do sinal.

Já o meio físico é composto pelas fibras óticas, serve como um guia, que no seu interior a luz trafega, indo de uma extremidade receptora até a outra, emissora.

Cabos de comunicação de fibra ótica


Quais as vantagens da fibra ótica?



Existem diversas vantagens na utilização dos cabos de fibra ótica. Além de ser um cabo que tem o seu valor relativamente baixo, ele não é alvo de furtos e roubos quando colocados nos postes ou passando por debaixo do chão.

Entre essas, existem outras vantagens também, como:



  • - Baixo custo potencial;
  • - Banda passante com larga escala;
  • - Defesa contra ruídos e interferências eletromagnéticas;
  • - Isolamento elétrico;
  • - Segurança;
  • - Possibilidade de ampliação da banda sem modificar a estrutura;
  • - Atenuação muito baixa;
  • - Compacto.



+ Sobre essa Curiosidade: Comunicação Internet Rede Cobre
Comentários:

Curiosidades Relevantes