Ciências

Cor do xixi e do cocô X saúde

Entenda o que a cor e a consistência das fezes e do xixi podem indicar para sua saúde.

A cor do xixi e do cocô tem uma relação direta com a saúde humana. As necessidades fisiológicas podem ser indicativos de que algo não vai bem no organismo e podem até mesmo apontar para doenças graves. Por isso, ao menor sinal de mudanças na coloração ou consistência do xixi ou do cocô é essencial procurar um médico para pedir exames específicos e fazer uma profunda investigação.

As necessidades podem mudar de cor por causa de pigmentos de alimentos, remédios ou por causa de doenças. Em condições normais, a cor do xixi é amarela ou amarela-escuro. Quanto mais clara for a urina, melhor é a hidratação do organismo.

Quando o xixi se apresenta numa cor castanho-escuro pode ser sinal de problema no fígado. O xixi turvo indica infecção urinária, nefrite ou inflamação nos rins. A urina leitosa é sinal de infecção do trato urinário e pode indicar também infecção por bactérias, ou a presença de cristais, gordura, leucócitos ou hemácias.

Quando o xixi apresenta sangue, pode indicar cistite, próstata dilatada, tumor renal, tuberculose, cálculos da bexiga, infecção renal ou câncer do rim. O xixi marrom escuro é sinal de transtorno hepático ou cirrose. Todas estas condições devem ser avaliadas pelas pessoas. No caso de mudanças na cor do xixi, procure logo um médico.

PUBLICIDADE

No caso do cocô, a mudança pode acontecer na forma, na cor e na consistência. As fezes podem indicar problemas com a alimentação e doenças. Em condições normais, as fezes apresentam a coloração castanho-escura.

As fezes esbranquiçadas podem apontar para problemas no sistema biliar, hepatites, cistos hepáticos e cirrose. O cocô preto pode indicar sangramento no sistema digestivo, úlceras gástricas, entre outros problemas. Por fim, as fezes avermelhadas indicam sangramento na parte inferior do trato gastrointestinal.