CuriosidadeCiênciasMilho pode neutralizar espermatozóide

Milho pode neutralizar espermatozóide

Img Mobile - Milho pode neutralizar espermatozóide

Cientistas conseguriam fazer com que grãos produzam anticorpos humanos.

The Sunday Times - Numa iniciativa capaz de revolucionar o controle da natalidade, principalmente nos países em desenvolvimento, cientistas conseguiram fazer com que o milho produza anticorpos humanos que neutralizam o espermatozóide.

Depois de extraídos dos grãos do milho, os anticorpos são purificados, processados e adicionados a um lubrificante que protege contra a gravidez. "É uma tecnologia barata, significando que pode ser adotada globalmente", disse o médico Kevin Whaley, que chefia as pesquisas na Universidade Johns Hopkins, nos EUA. "Estamos prevendo que o produto será aplicado no local, em lubrificantes sexuais. Vai ser algo que as mulheres poderão aplicar muitas horas antes do coito e terá eficácia por um período de 12 a 24 horas.

"Cientistas estão prevendo que extensos milharais serão cultivados para atender à procura de um produto relativamente barato.

Os Estados Unidos são, há muitos anos, o maior produtor de milho do mundo.

Reação - O organismo feminino reage a muitas bactérias e vírus, mas o espermatozóide é um dos poucos agentes que em geral não causam reação imunológica nas mulheres. No entanto, certas mulheres - menos de uma em cada grupo de 100 - são inférteis por razões imunológicas. Os espermatozóides que penetram em seu organismo são considerados invasores indesejáveis pelas células do sistema imunológico, cujos anticorpos os neutralizam.

Cientistas da Johns Hopkins capturaram esse anticorpo nas células sanguíneas brancas de mulheres inférteis por razões imunológicas, depois clonaram essas células e produziram material genético que é misturado ao DNA do milho. "As maiores concentrações estão no coração do milho", disse Whaley.

"Podemos conservar os grãos armazenados e purificar a proteína ou o anticorpo quando precisarmos." Testes em seres humanos vão começar dentro de dois anos. Os cientistas também estão cultivando no milho um anticorpo que combate herpes e pensando em adicionar anticorpos contra o vírus da Aids e outras doenças.

+ Sobre essa Curiosidade: espermatozóide reprodução humana sexo
Comentários:

Curiosidades Relevantes

  • Um Mar de Esperma - Baleias gostam de sexo!

    Você já se perguntou porque ao sair do mar a sua pele ficar manchada de branca depois de secar ao sol? Porque acumula aquela espuma branca à beira mar? ...
    Leram 74544 Vezes

  • Por que as pessoas gemem durante o sexo?

    As expressões de prazer que as pessoas emitem durante momentos de intimidade como um casal são consideradas indicadores de como a experiência é satisfatória...
    Leram 1492 Vezes

  • Vereador pede pausa no trabalho para sexo

    Um vereador da Suécia lançou uma proposta inusitada na câmara: a de que as pessoas tivessem uma hora livre no trabalho para fazer sexo. Per-Erik Muskos afir...
    Leram 5886 Vezes

  • Espermatozoides colhidos de defuntos

    Talvez você nunca tenha ouvido falar desse fato tão surreal, mas acredite, realmente existe e faz parte de nossa realidade há um bom tempo. Com a tecnologia...
    Leram 15870 Vezes

  • Sexo também é cultura!!!!!

    Você sabia que antigamente na Inglaterra, as pessoas que não fossem da família real, tinham que pedir autorização ao Rei para terem relações sexuais? Por...
    Leram 35621 Vezes

  • Por que as pessoas evitam o sexo?

    O sexo tem uma forte influência em muitos aspectos do bem-estar humano. Ele é uma necessidade fisiológica básica. Segundo especialistas, o sexo é um element...
    Leram 6576 Vezes

Nos siga

O site dos curiosos.

Veja também

  • Por que sonhamos?
  • Curiosidades Sobre Medidas
  • Por que as estrelas brilham
  • Como surgiu o Teatro?
  • Conheça as partículas subatômicas
  • 27 razões para dizer ao seu melhor amigo(a) o quanto você o ama
  • Tempestade Magnética (Tempestade Solar)
  • O que é um animal híbrido?

Você Sabia?

O chocolate ao leite foi inventado por Daniel Peter e vendido ao seu vizinho, Henri Nestlé.