Tecnologia

Moeda do futuro? Entenda a Blockchain e as Criptomoedas

Se você é apaixonado pelo mundo das criptomoedas ou se interessa pelo assunto, é muito possível que você tenha já tenha ouvido falar sobre mineração de dados.

Vamos ver exatamente o que é e quais são seus benefícios

A mineração de dados é um processo que consiste na detecção e validação de informações acionáveis em grandes conjuntos de dados. Para fazer isso, a análise matemática que enfoca a dedução de padrões e a seleção de tendências existentes entre os dados é usada por força computacional. E quando existe muita força computacional, há recompensas de moedas, no caso do bitcoin, a cada novo bloco encontrado, a força computacional empregada recebe as moedas.

Esse processo é primordial e não apenas no mundo das criptomoedas, onde é usado para gerar novos tokens ou unidades de cada moeda virtual, mas no mundo on-line e de negócios em geral.

Os bancos de dados, no mundo tradicional, foi e continua sendo fundamental hoje para qualquer empresa que busca uma melhoria. Desta forma, você pode estabelecer, por exemplo, estratégias quando se trata de obter novos clientes, fidelidade aos regulares ou simplesmente saber quem eles são e como eles agem no geral. Já na representação da disrupção e nascimento da internet de valor, do surgimento das fintechs, e da decentralização das moedas, a blockchain, é o que tem de mais seguro para transações econômicas, tanto que diversos bancos estão aplicando a tecnologia para baratear e acelerar os processos de troca de quantias entre pessoas, organizações e governos.

A mineração de dados funciona pesquisando padrões e algoritmos para que todas as transações sejam validadas, sem que haja um “banco central” fazendo essas operações. Tenha em mente que qualquer computador com conexão com a internet pode ser um nó (ponto) na rede ajudando a validar as operações. No caso do bitcoin e das criptomoedas de maior aceitação, existem milhares e em alguns casos, milhões de nós na rede, e quanto mais nós na rede, mas segura e confiável será o processamento de transações.

 

Benefícios da mineração de dados e do uso da Blockchain

Já vimos como funciona a mineração de dados. Por um lado, é necessário determinar o objetivo buscado com essa técnica para processar os dados, decidir sobre o modelo a ser utilizado e analisar os resultados. E quando os nós da rede processam os dados na blockchain, os computadores mineradores de dados recebem uma recompensa, citando como exemplo o “bitcoin”, a transação envia uma parte da taxa de transação para o minerador, ou quando um novo bloco é encontrado, o computador minerador recebe uma quantia de “bitcoins”.

Mas o que é conseguido com este processo? É uma transação de único sentido, sendo que o que é registrado, não pode ser apagado ou modificado, tornando esse banco de dados uma prova irrefutável de veracidade para qualquer dado ali inserido. A moeda Ethereum é um exemplo de contratos virtuais de prova constante gravada em blockchain “o banco de dados das criptomoedas”.

Finalmente, devemos lembrar também que os dados inseridos na blockchain é publico. Haverá um dia que os cartórios irão gravar todas as informações em blockchain, ou melhor, sistemas automáticos acabarão com a necessidade de cartórios, desburocratizando os processos de registro.

Veja também:

Cryptos: o sistema financeiro do futuro será baseado na criptografia

O que é Bitcoin, Altcoin e Criptomoedas?

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em:Tecnologia