CuriosidadeCiênciasO Conto da Mamografia Via Satélite

O Conto da Mamografia Via Satélite

Img Mobile - O Conto da Mamografia Via Satélite

Várias mulheres da vila de Messines despiram-se da cintura para cima e permaneceram imóveis em locais visíveis - à janela, em varandas e até na rua -, com o intuito de fazerem um exame mamográfico via satélite.

A história, segundo fonte da GNR de Messines, começou quando mulheres residentes naquela localidade receberam, em casa ou no local de trabalho, o telefonema de uma pessoa que se apresentava como representante de um laboratório de Faro, a dar informações sobre uma nova tecnologia que permitiria efetuar mamografias por satélite.

Seguindo as instruções, várias mulheres que acreditaram nessa "evolução" tecnológica colocaram-se à janela, na varanda e na rua, viradas para determinada direcção e despidas da cintura para cima, para serem "fotografadas pelo satélite".

Segundo apurou a Lusa no local, às mulheres que se mostravam relutantes em despir-se era solicitado que tirassem, pelo menos, o "sutiã".

De acordo com a fonte da GNR de Messines, foram recebidas várias queixas de mulheres que caíram no logro, prosseguindo os agentes as investigações.

Para a GNR, os fatos tanto podem indiciar uma "brincadeira de mau gosto", como "uma tara" ou um qualquer esquema informático através da Internet - mas "todos com contornos sexuais".


Fonte:
http://ciencia-maluca.blogspot.com/2008/07/mamografia-via-satlite.html



+ Sobre essa Curiosidade: Mamografia Satélite Seio Brincadeira
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • A joia mais cara do mundo, e a quem pertence
  • Saiba o que é Astronomia
  • Jovens afirmam ter mantido relações sexuais com alienígenas
  • O que significa Karaokê em japonês?
  • A Primeira publicação de um poeta brasileiro
  • Fotos que capturam a força e a beleza do ser humano
  • Em quais países as pessoas vivem mais?
  • A história do gravador de cassetes

Você Sabia?

Os monges tibetanos dormem em pé.