CuriosidadeAnimaisOs Gremlins de Java

Os Gremlins de Java

Img Mobile - Os Gremlins de Java

Os Gremlins de Java são uma espécie nativa das florestas de Java. Na verdade, o nome desses animais é lóris-preguiçoso, mas eles são chamados de gremlins porque lembram essa figura fofinha apresentada no filme de Steven Spielberg, em 1984.

O gremlin de Java tem uma aparência fofa, mas são primatas que apresentam um veneno mortal. Atualmente, existe um grande mercado de contrabando desses animais. Esse fato levou o lóris ao risco de extinção.

Os lóris vivem bem em ambientes escuros, pois estão adaptados à vida noturna. Eles possuem grandes olhos e caminham pelos galhos das árvores das florestas da Ásia.

Os gremlins de Java são os únicos primatas venenosos do mundo. Eles podem matar um homem adulto apenas com uma mordida. Apesar disso, esses pequenos mamíferos são vítimas fáceis do tráfico de animais.

Os primatas são perigosos e seu veneno é capaz de provocar necrose ao entrar em contato com o sangue. Uma mordida do primata leva a um choque anafilático.

Para evitar o envenenamento, os traficantes costumam arrancar os dentes dos gremlins de Java. Por causa disso, todas as espécies de lóris estão ameaçadas de extinção.

Em 2012, o documentário “Jungle Gremlins of Java” mostrou a realidade do comércio desse animal na Ásia. Esses animais são vendidos em mercados ilegais na Indonésia por cerca de US$ 25 cada.

Em países como Rússia e Japão, os Gremlins de Java são vendidos por até US$ 2.500.



+ Sobre essa Curiosidade: Animais Venenosos

O site dos curiosos.

Veja também

  • Entenda as diferenças entre metanol e etanol
  • Fotos raras e incríveis que todos deveriam ver
  • Testes de DNA revelam de onde surgiram os cabeças alongadas
  • Somos Parte do Meio Ambiente
  • Homens que assediam mulheres online são oficialmente perdedores
  • Qual foi a primeira vacina criada?
  • Você gostaria de encontrar a árvore da morte?
  • Cientistas descobrem que a galinha veio antes do ovo

Você Sabia?

Dos estados americanos, o Alasca ganha em número de empregados que vão ao trabalho a pé.