Ciências

Pessoas com mais de 65 anos compartilham mais fake news no Facebook

Um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Nova York e da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, revelou que pessoas com mais de 65 anos de idade são as que mais compartilham fake news no Facebook. A pesquisa levou em consideração o comportamento dos americanos mais velhos.

Além de estarem mais propensos a acreditarem em notícias falsas, os idosos são mais facilmente influenciados nas redes sociais. Este tipo de comportamento independe do nível de educação, sexo, raça, renda ou filiação partidária.

Desde a eleição de Donald Trump, pesquisadores têm avaliado a influência das fake news nos pleitos eleitorais. Os resultados apontaram que manchetes de notícias falsas se espalham muito rapidamente pelo feed do Facebook, dificultando a quantificação do seu verdadeiro alcance.

A descoberta de que as pessoas mais velhas têm maior probabilidade de compartilhar notícias falsas pode ajudar os usuários e as próprias plataformas de mídias sociais a projetarem intervenções mais eficazes para impedir que os idosos sejam enganados.

Como foi realizado o estudo?

O estudo foi publicado na revista Science Advances e examinou o comportamento de usuários em meses próximos à eleição presidencial de 2016 nos Estados Unidos. Os acadêmicos começaram a trabalhar com a empresa de pesquisa YouGov para montar um painel de 3.500 pessoas que usam e não usam o Facebook.

Para chegar aos resultados da pesquisa, os estudiosos avaliaram categorias individuais de dados que os usuários compartilhavam. Cerca de 49% dos participantes do estudo que usaram o Facebook concordaram em compartilhar seus dados de perfil.

Em seguida, os pesquisadores verificaram os links postados em seus feeds e fizeram uma lista de todos os domínios da web que compartilhavam notícias falsas. Ao cruzar as informações, os pesquisadores conseguiram chegar a alguns dados interessantes sobre a população norte-americana.

Os usuários conservadores eram mais propensos a compartilhar notícias falsas do que os liberais. Além disso, republicanos também compartilhavam mais links de sites de notícias falsas do que os democratas.

O ponto mais importante do estudo foi o fato de os mais velhos distorcerem mais os fatos e as notícias. Os usuários do Facebook com mais de 65 anos compartilharam mais do que o dobro de notícias falsas do que a faixa etária de 45 a 65 anos e quase sete vezes mais artigos de notícias falsas do que o grupo etário mais jovem, de 18 a 29 anos.

Os pesquisadores acreditam que este comportamento dos usuários mais velhos do Facebook seja um reflexo da menor alfabetização digital dessa população e da perda progressiva da capacidade cognitiva causada pelo envelhecimento, o que faz com que os idosos se tornem mais vulneráveis às fraudes online.
Pessoas com mais de 65 anos compartilham mais fake news no Facebook

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em:Ciências