CuriosidadeSobrenaturalMédico legista comprova caso de morte por combustão espontânea

Médico legista comprova caso de morte por combustão espontânea

Img Mobile - Médico legista comprova caso de morte por combustão espontânea
Img - Médico legista comprova caso de morte por combustão espontânea




As pessoas poderiam de repente e inexplicavelmente explodir em uma bola de fogo?
Parece coisa de filme de terror, mas algumas pessoas acreditam que isso acontece. É também o que afirma um legista irlandês que recentemente concluiu o laudo sobre a morte de Michael Faherty, um senhor de 76 anos de idade. Segundo o médico, o homem teria queimado até a morte em sua casa em dezembro de 2010.

Havia marcas de queimaduras em todas as partes do corpo, mas sem evidência de qualquer gasolina, querosene, ou qualquer outro material inflamável. O legista, Ciaran McLoughlin, relatou: "Este fogo foi exaustivamente investigado e eu estou chegando à conclusão de que isso se encaixa na categoria de combustão humana espontânea, em que não há uma explicação adequada."

Geralmente, é claro, os incêndios não começam por si próprios. Quando os investigadores estão procurando a causa dos incêndios florestais não assumem que a chama acendeu-se sozinha, mas sim que ela tenha provavelmente sido causada por um campista descuidado ou um relâmpago.

Embora rara, a combustão espontânea tem sido relatada como possível. Sob as circunstâncias corretas, muitas coisas podem auto-inflamar em um dia quente, incluindo os trapos usados que contenham óleo ou gasolina e as pilhas. O pó de carvão também pode inflamar espontaneamente, um dos muitos perigos que enfrentam os mineiros.

Mas a alegação de que pessoas possam de repente explodir em chamas sem motivo aparente é uma questão totalmente diferente. O caso mais conhecido de combustão humana espontânea (SHC) foi relatado na ficção: no romance de Charles Dickens de 1853, chamado "Bleak House", um personagem explode em fogo. O fenômeno também apareceu em filmes e em programas de TV como "The X-Files".

Mas há alguma confirmação de casos na vida real?
Este é o ponto onde as coisas ficam mais complicadas. Embora alguns autores sugiram que existem centenas (ou milhares) de casos de combustão humana espontânea ao longo da história, apenas cerca de uma dúzia foram investigados em detalhes. O pesquisador Joe Nickell examinou vários casos "inexplicáveis" em seu livro "Vida Real X-Files" e descobriu que todos eles eram muito menos misteriosos do que se havia pensado.

A maioria das vítimas eram, como o irlandês, idosos, vivendo sozinhos, e perto de chamas de cigarros, velas, incêndios, etc... Vários foram vistos pela última vez consumindo álcool e tabaco.

Como poderia um corpo entrar em combustão espontânea? Se a pessoa está dormindo, embriagada, inconsciente, muito fraca, ou incapaz de se mover ou apagar as chamas, então as roupas da vítima podem agir como um pavio, e com base na gordura do corpo, que é propriamente um óleo inflamável, é possível que a pessoa morra queimada.

A pele humana agiria para alimentar o fogo. Uma vez que o corpo começa a queimar, ele vai continuar queimando até que o combustível (roupas, cadeiras, gordura corporal, etc) sejam utilizados até o fim.

Os incêndios são notoriamente instáveis, às vezes as chamas se espalham para vários lugares, outras vezes não. Às vezes, os incêndios vão consumir todo o corpo, outras vezes eles não vão. Tudo depende das circunstâncias específicas de cada caso.

Nickell também joga água fria na idéia de que corpos possam ser consumidos por temperaturas muito mais altas do que as das chamas: "As experiências mostram que liquefeitos humanos só queimam gordura a uma temperatura de cerca de 250 graus Celsius, porém um pavio de pano colocado em gordura, vai queimar, mesmo quando a temperatura cair abaixo de 24 graus Celsius.

Casos como o de Michael Faherty podem não ser tão misteriosos quanto parecem. E neste caso, realmente não era: no final das contas, ficou provado que uma faísca ou brasa pode ter atingido as roupas desse senhor. Não está claro por que o legista conclusivamente havia excluído essa possibilidade.

Se a combustão humana espontânea é um fenômeno real (e não o resultado de uma pessoa idosa ou doente perto de uma fonte de fogo), por que esses casos não acontecem com mais frequência?

Há 7 bilhões de pessoas no mundo, e ainda não vemos relatos de pessoas explodindo em chamas enquanto caminhavam pela rua, assistindo jogos de futebol, ou bebendo um café na Starbucks.

Se a combustão humana espontânea é real - mas muito rara - então, estatisticamente devemos ver outros casos acontecendo. Mas, nesse momento, o fenômeno ainda é suspeito e longe de apresentar uma explicação mais lógica.


Fonte: Lifeslittlemysteries.com





Img - Médico legista comprova caso de morte por combustão espontânea
+ Sobre essa Curiosidade: Combustão espontânea Morte
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • A trombeta do apocalipse tocou novamente no mundo em 2013
  • Quanto cabelo perdemos por dia?
  • Por que algo líquido pega fogo?
  • Como é feita a reciclagem de pneus no mundo?
  • Fantasmas ou Somente Barulho...
  • A Curiosa Longevidade Animal
  • A Pilha de Bagdad
  • As árvores artificiais para capturar CO2

Você Sabia?

A cadeira elétrica foi inventada por um dentista.