CuriosidadeHistóricasA Bizarra Síndrome de Estocolmo

A Bizarra Síndrome de Estocolmo

Img Mobile - A Bizarra Síndrome de Estocolmo

Imagine a seguinte situação: você está passando pela rua e, do nada, é raptado(a) e permanece em cárcere privado por um determinado período. Você está sob intimidação, afinal de contas, quem te raptou está no controle e pode fazer o que bem quiser.

Ninguém sabe sobre você, onde você foi parar, o que aconteceu, nada. Você fica incomunicável. Sem saber quanto tempo passará dessa forma, você já espera o pior. E, com o passar do tempo e da convivência, mesmo que forçada, você começa a ver o seu raptor de uma forma diferente. “Ah, ele não é tão mau assim”. Essa frase começa a fazer efeito e sentido na sua cabeça. Quando se dá por si, está admirando o seu raptor.

Imagina que bizarro seria isso? Imaginou? Pois é. Esse fato não é nada estranho. Acontece que ele ocorre e nem é tão difícil essa situação.

Essa situação acima descrita tem nome e sobrenome. É conhecida como Síndrome de Estocolmo. Conhece? Se não, fique tranquilo. Este texto irá explicar do que se trata.


O que é a Síndrome de Estocolmo?



Síndrome de Estocolmo é o nome que geralmente é utilizado para descrever um estado psicológico particular em que a pessoa, quando é ou foi submetida a um período onde foi intimidada, passa a ter admiração pela pessoa que a agrediu.

Estudos psicanalíticos apontam que as pessoas que passaram por qualquer experiência sádica ou masoquista na infância, podem desenvolver sentimentos de variam de afeto e apego, pelas pessoas que atuam à margem da lei, agressores, sequestradores, ou qualquer outro tipo de pessoa que possa se enquadrar na Síndrome de Estocolmo.

Existem ainda as pessoas que sofreram qualquer tipo de assédio, chegarem a desenvolver um mecanismo de defesa inconsciente irracional, tentando projetar na pessoa que o agrediu, sentimentos afetivos, a fim de que ele possa diminuir ou negociar um tipo de acordo entre eles, a fim de que possa diminuir a tensão que os ronda.


Por que esse nome?


Reféns, assalto ocorrido em Norrmalmstorg, Estocolmo, Suécia

Essa síndrome recebeu o nome de Síndrome de Estocolmo graças ao famoso assalto ocorrido em Norrmalmstorg, Estocolmo, na Suécia, que durou seis dias, de 23 a 28 de agosto de 1973. Nesse acontecimento, as vítimas estavam defendendo os dois ladrões que as mantiveram presas durante esse período, mesmo depois de terem passado esses dias todos com ele, ficando contra aos processos judiciais que seguiriam após serem libertados.

Atiradores, assalto ocorrido em Norrmalmstorg

Quem criou o termo foi o psicólogo e criminólogo, Nils Bejerot, que ajudou os policiais durante o assalto e utilizou o termo “Síndrome de Estocolmo” durante uma reportagem, o que acabou sendo utilizado pelos psicólogos ao redor do mundo.


Banco Danske - Praça de Norrmalmstorg
Banco Danske - Praça de Norrmalmstorg

Qual foi o caso mais famoso dessa doença?



O que caso mais famoso ficou por conta de Patty Hearst, que acabou desenvolvendo essa síndrome em 1974, após ter passado por um sequestro durante um assalto ao banco realizado pela organização militar politicamente engajada.

Patricia Campbell Hearst, ou simplesmente Patty Hearst

Depois de ter sido libertada do cativeiro, ela se junto aos sequestradores, vivendo com eles e praticando assaltos a bancos.

As pessoas que podem desenvolver essa síndrome são as vítimas de sequestro, quem esteve em algum cenário de guerra, os sobreviventes de campos de concentração, pessoas que passam por prisão familiar imposta pela família, vítimas de abuso, violência doméstica e familiar.



+ Sobre essa Curiosidade: Síndrome Assalto Crime

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Teoria indica que egípcios usaram areia molhada para construir pirâmides
  • Vídeo de Ovni e Caça F-18 voando juntos
  • Curiosidades Rapidinhas 3
  • Mulher dá à luz filhos gêmeos de pais diferentes
  • O que é freeganismo?
  • Premonição assustadora do Google Tradutor intriga internautas
  • O Santo Graal
  • Conheça o significado das pequenas etiquetas expostas em frutas e legumes

Você Sabia?

Nenhum ser humano consegue se matar prendendo a respiração.