Ciências

Alguns tipos de câncer podem ser prevenidos com vacina

O desenvolvimento da ciência garantiu muitas conquistas ao ser humano, dentre elas a resistência a uma série de ameaças à sua própria existência. Para entender isso, basta se lembrar que, até pouco tempo atrás, a humanidade era assolada por uma série de doenças. Vírus e bactérias eram capazes de gerar verdadeiros surtos e epidemias, que causavam a morte de centenas de milhares, as vezes milhões, de pessoas.

A pandemia da covid-19 tem sido um verdadeiro desafio global e serve para demostrar como a humanidade vivia até o desenvolvimento da ciência preventiva. Estamos, enquanto humanidade, vivendo uma pandemia e nem sequer sabemos quando foi a última. Isso significa que, apesar da covid-19 estar sendo extremamente desafiadora, a ciência tem vencido. Inclusive, pensando sobre a própria covid-19, as vacinas se provaram eficazes e indispensáveis, reduzindo o número de mortes.

Ainda assim, mesmo com todas as demonstrações de que a ciência tem sido fundamental, ainda existem mistérios que ela não foi capaz de solucionar. A boa notícia é que muitos deles já estão sendo vencidos, um de cada vez, como é o caso de alguns tipos de câncer. O câncer é uma das doenças mais desafiadoras porque surge quase sem alerta, possui um tratamento difícil e muito doloroso, e ainda causa um grande número de mortes.

A vacina é uma das descobertas humanas que “viraram o jogo” para a humanidade. Ainda assim, elas não existem para todas as doenças e o câncer é uma delas. No entanto, isso pode estar muito perto de mudar. Especialistas defendem que alguns tipos de câncer podem ser prevenidos com vacina. Já imaginou isso? Segundo um levantamento, cerca de 20% dos casos de câncer de todo o mundo são causados por vírus.

PUBLICIDADE

Carcinoma hepatocelular (vírus da hepatite b e c), Carcinoma de células de Merkel, Sarcoma de Kaposi, Leucemia de células T adultas, linfoma de hodgkin e Carcinoma do colo do útero são os sete tipos de câncer que podem ser causados por vírus, de acordo com o que a medicina conhece atualmente. Segundo o virologista Ronald C. Desrosiers, não falta muito para que esses tipos da doença possam ser prevenidos com vacina. Um bom exemplo disso é a já disponível vacina contra a HPV, que mostrou excelentes resultados em estudos de revisão.

Na perspectiva do dr. Desrosiers, as vacinas salvam vidas e isso já esta mais do que provado. Dessa forma, é importante reconhecer as vacinas já disponíveis e investir em campanhas de vacinação. Se uma parcela dos cânceres atuais é causada por diferentes tipos de vírus, é certo que são doenças que podem ser prevenidas.  A pandemia da covid-19 é uma das melhores exemplificações práticas de como a ciência e a imunização pode gerar resultados. Com a vacina, o número de mortes despencou, embora o número de infectados tenha se mantido alto.

Ainda assim, o virologista destaca a importância de se combater a resistência as vacinas, problema que tem atrapalhado as campanhas de vacinação mundo a fora. Com desinformação, questões ideológicas e muitas notícias falsas, as pessoas desenvolveram uma espécie de medo da vacina, que coloca em risco as chances de encerrar a pandemia.

Sobre o Autor

Roberta M.

Gosto de escrever sobre diversos assuntos, principalmente curiosidades e tecnologia. Contato: [email protected]