CuriosidadeMundo BizarroAs Leis Mais Camaradas do Mundo

As Leis Mais Camaradas do Mundo

Img Mobile - As Leis Mais Camaradas do Mundo

No Líbano, os homens podem legalmente ter relações sexuais com animais, mas tem que ser fêmeas. Relações sexuais com machos é punível com a morte.

*********************************

No Bahrain, um médico pode legalmente examinar a genitalia feminina, mas para ele, é proibido olhar directamente para ela durante o exame. Pode apenas olhar através de um espelho...

********************************

Os muçulmanos não podem olhar os genitais de um cadáver. Isto também se aplica aos funcionários da funerária. Os órgãos sexuais do defunto devem estar sempre cobertos por um tijolo ou por um pedaço de madeira.


**********************************

A penalidade para a masturbação na Indonésia é a decapitação.


*********************************

Há homens em Guam cujo emprego em tempo integral é viajar pelo país e desflorar virgens, as quais pagam pelo privilégio de ter sexo pela primeira vez. Razão: pelas leis de Guam, é proibido a virgens casarem.


***********************************

Em Hong Kong, uma mulher traída pode legalmente matar seu marido adúltero mas deve fazê-lo apenas com suas mãos. Em contrapartida, a amante pode ser morta de qualquer outra maneira.


*******************************************

Em Cali, na Colombia, uma mulher só pode ter relações com seu marido, e a primeira vez que isso ocorre, a sua mãe deve estar no quarto para testemunhar o ato.



+ Sobre essa Curiosidade: Leis Bizarras

O site dos curiosos.

Veja também

  • Conheça Socotra, a ilha árabe que parece um mundo alienígena
  • Quem inventou a antena?
  • Como monitorar o celular das crianças?
  • É possível ganhar mais de uma vez na Mega-Sena?
  • Surreal: os animais também adoram ficar chapados
  • Veja o que um raio pode fazer com sua pele
  • O Fenômeno da Desmaterialização
  • Por que estímulos visuais nojentos provocam vômito?

Você Sabia?

Nenhum ser humano consegue se matar prendendo a respiração.