CuriosidadeMundo BizarroAs mulheres mais poderosas do mundo - 2008

As mulheres mais poderosas do mundo - 2008

Img Mobile - As mulheres mais poderosas do mundo - 2008

Em agosto de 2008 a Revista Forbes publicou a lista das 100 mulheres mais importantes ou poderosas do mundo.

Para elaborar a lista, foram pesquisadas as mulheres que têm destaque em três setores: como executivas principais de empresas, como governantes eleitas nos diferentes países, e como líderes em organizações sem fins lucrativos. Elas não precisam especificamente ser ricas, mas devem ter uma grande influência no campo em que atuam.

As dez primeiras, pela ordem de importância, foram:
1 A chanceler da Alemanha, Angela Merkel.
2 A chairman do Federal Deposit Insurance Corporation (EUA), Sheila C. Bair.
3 A chief executive da PepsiCo, Indra K. Nooyi.
4 A chief executive da WellPoint (EUA), Angela Braly.
5 A chief executive da Anglo American, do Reino Unido, Cynthia Carroll.
6 A chief executive da Kraft Foods (EUA), Irene Rosenfeld.
7 A Secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice.
8 A chief executive da Temasek, de Cingapura, Ho Ching, que é também a esposa do primeiro-ministro.
9 A chief executive da Areva, da França, Anne Lauvergeon.
10 A chief executive da Xerox (EUA), Anne M. Mulcahy.


Da América do Sul, apareceram nessa lista somente a presidente da Argentina, Cristina F. Kirchner (13ª) e a presidente do Chile Michelle Bachelet (25º), dentre as cem mulheres mais poderosas do mundo.



+ Sobre essa Curiosidade: Poder Mulher Executivas Politica
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Veja também

  • Novo experimento confirma que a realidade não existe
  • 7 Curiosidades de famosos
  • Criaturas Bizarras - 3 Vídeos
  • Encontrado peixe de 200 anos de idade
  • Quais os maiores eventos esportivos da humanidade?
  • Por que excesso de álcool provoca vômito?
  • Leis Estranhas
  • Por que às vezes sentimos formigamento em algumas partes do corpo?

Você Sabia?

Dos estados americanos, o Alasca ganha em número de empregados que vão ao trabalho a pé.