CuriosidadeCiênciasCafé vicia?

Café vicia?

Img Mobile - Café vicia?

Os brasileiros amam café, e esta bebida faz parte da rotina dos cidadãos. O hábito de beber café está na cultura brasileira de uma forma natural, mas é preciso consciência sobre as propriedades da bebida.

O café, quando consumido em moderação, faz muito bem à saúde. Médicos e nutricionistas garantem que o café é bom para o coração, para o cérebro e para o bem-estar. Contudo, quando consumido em excesso, o café pode sim viciar, pois tem substâncias que atuam no cérebro da mesma forma que a nicotina e outros tipos de drogas.

O café é uma bebida positiva para melhorar o humor, garantir energia e combater a depressão. A cafeína atua sobre o sistema nervoso central humano e chega à corrente sanguínea de forma rápida.

A bebida atinge o córtex cerebral, diminuindo a sensação de fadiga, aumentando a concentração e oferecendo mais energia. No caso das pessoas que bebem muito café durante o dia, a bebida pode desempenhar o papel de uma dependência, levando ao aparecimento de sintomas no caso de abstinência da cafeína, como dores de cabeça, tonturas, tremores e ansiedade.

Alguns estudos já demonstraram que o ideal é beber até quatro xícaras de café por dia para garantir os benefícios da bebida, como a ação antioxidante. Já o excesso de café leva ao aumento da frequência cardíaca, causa insônia e até palpitações cardíacas.

O consumo indiscriminado de café pode levar à dependência, gerando uma tolerância aos efeitos da cafeína e sintomas desagradáveis no caso da ausência da substância.



+ Sobre essa Curiosidade: Café Vício

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Por que a eletricidade no Brasil é uma das mais caras do mundo?
  • Saiba o que é Resposta Meridiana Sensorial Autônoma - ASMR
  • Conceito de vento supergaláctico
  • Como funcionam as bolsas de valores?
  • O melhor metal condutor...
  • A Orientação do Pombo-Correio!!!
  • O Brasil está em Guerra?
  • 10 Livros que o Steve Jobs gostaria que você lesse

Você Sabia?

Nenhum ser humano consegue se matar prendendo a respiração.