CuriosidadeCiênciasComo funcionam os ciclos solares? Estamos entrando em uma nova era do gelo?

Como funcionam os ciclos solares? Estamos entrando em uma nova era do gelo?

Img Mobile - Como funcionam os ciclos solares? Estamos entrando em uma nova era do gelo?

Pesquisadores que acompanham os ciclos solares indicam que uma nova transição está acontecendo no planeta Terra. Nos ciclos anteriores, segundo os especialistas, a intensidade das atividades do Sol já estava em queda, o que foi comprovado este ano novamente.


Você sabe como funcionam os ciclos solares?



Os ciclos solares são observados a cada 11 anos, aproximadamente. Durante este período, as atividades solares são acompanhadas, principalmente com a observação das manchas solares. Assim, os cientistas podem entender as atividades magnéticas do Sol.

O objetivo de entender e mapear os ciclos solares é prever tempestades solares, prevenir interferências das atividades solares nos satélites, além de compreender como o Sol se movimenta no espaço.

As próprias manchas são responsáveis pelas tempestades, despejando quantidade significativa de partículas magnéticas na Terra e em outros planetas. Conforme os ciclos vão sendo acompanhados, os cientistas podem fazer comparações e acabam identificando uma queda na atividade magnética solar, o que poderia causar uma nova era do gelo na Terra.

Segundo cientistas, os ciclos solares estão seguindo modelos parecidos com os ocorridos séculos atrás, em décadas entre 1600 e 1700, quando um fenômeno causou uma atividade solar mínima, chamada de Mínimo de Maunder.

Todas as observações dos ciclos solares são realizadas em observatórios que possuem instrumentos modernos, sendo que alguns estudos são feitos na Argentina, na região dos Andes.

As atividades solares ficaram bastantes reduzidas do século 16 até o século 19. No começo do século 19, por causa das temperaturas negativas constantes, cientistas chamaram o período de Era do Gelo em pequena escala, principalmente em países do Hemisfério Norte e na Europa.

Atividade solar

Como os polos do Sol se invertem a cada 11 anos, aproximadamente, as atividades solares oscilam entre intensas e menos intensas, dependendo de cada ciclo solar. Quanto mais são observadas explosões solares, com a presença das manchas, mais a Terra sente o efeito das tempestades solares.

As manchas solares são estudadas para observar se estamos próximos a uma nova Era do Gelo e para a verificação de que a atividade solar está menos intensa, confirmando essa expectativa. A reação da atividade solar também é estudada para entender como funcionam as reações solares.

Neste ciclo solar, o Sol apresenta polaridade magnética no hemisfério Sul e, nos últimos 40 anos, foram observadas quedas significativas na atividade solar, indicando um período contínuo de calmaria.

Como os ciclos estão sendo registrados, os cientistas puderam identificar a presença de 220 manchas no ciclo 21, ao passo que foram observadas apenas 80 manchas no ciclo de número 24.

Não são todos os especialistas que afirmam que o comportamento do Sol certamente vai nos levar a passar por uma nova Era do Gelo na Terra, a maioria apenas confirma o comportamento classificado como período mínimo prolongado.



+ Sobre essa Curiosidade: Era glacial Tempestades Solares Sistema Solar