Menino de 12 anos criou experimento de fusão atômica

Menino de 12 anos criou experimento de fusão atômica
Por Juliana Miranda

Um menino de apenas 12 anos de idade, chamado Jackson Oswalt, morador de Memphis, nos Estados Unidos, foi considerado a pessoa mais jovem a construir um reator nuclear. O menino criou o experimento de fusão atômica dentro do quarto de hóspedes da casa de seus pais. Ele adquiriu US$ 10 mil em peças do eBay para o projeto.

Jackson Oswalt construiu a máquina a partir de aspiradores personalizados, bombas e câmaras compradas no eBay por seus pais. A família custeou o projeto. O experimento aquece o deutério usando 50.000 volts de eletricidade.

Reator nuclear do menino de 12 anos, Jackson Oswalt
Jackson Oswalt e seu reator nuclear


Outros casos de meninos gênios da física

Outro caso semelhante também aconteceu, quando Jamie Edwards construiu seu próprio reator aos 13 anos de idade. O fato ocorreu em 2014 e teve um financiamento de £ 3.000.

Em 2008, Taylor Wilson, um menino de 14 anos de idade, também encontrou fama quando construiu seu próprio reator nuclear. A máquina era capaz de manipular átomos em um núcleo de plasma a mais de 500 milhões de graus Fahrenheit, 40 vezes mais quente que o núcleo do sol. Este experimento foi feito na garagem de seus pais e o jovem ganhou um prêmio de US$ 50.000 em uma feira de ciências por criar um dispositivo antiterrorismo.

Antes do sucesso desses meninos gênios, David Hahn, conhecido como o 'Escoteiro Radioativo', construiu um reator nuclear em seu galpão, em 1996. Este caso exigiu até mesmo a interferência da Agência de Proteção Ambiental, que desmantelou o galpão, recolheu os materiais de David e os enterrou no deserto.

Levando em consideração todos estes casos, Jackson Oswalt foi a pessoa mais nova a trabalhar com um reator nuclear. Ele fez descobertas a partir de fóruns online de físicos amadores. Com isso, o menino conseguiu criar com sucesso um reator de fusão nuclear funcional. A engenhoca esmaga átomos com uma força suficiente para fundi-los em um processo que libera energia.

A fusão nuclear de Jackson foi bem-sucedida. O gás deutério, um isótopo de hidrogênio, foi aquecido em um núcleo de plasma com 50.000 volts de eletricidade, dentro de uma câmara de vácuo para forçar os átomos. O procedimento criou grandes quantidades de energia.

O recorde anterior para o mais jovem mentor de sucesso por trás de um reator de fusão nuclear era de Taylor Wilson, que desenvolveu seu projeto aos 14 anos.


O que é fusão nuclear?

A fusão nuclear é o processo pelo qual um gás é aquecido e separado em seus íons e elétrons. Para que a fusão ocorra, os átomos de hidrogênio são colocados sob altas temperaturas e pressão até se fundirem. Quando os núcleos de deutério e trítio se fundem, eles formam um núcleo de hélio, um nêutron e uma enorme carga de energia.


Fonte: Fox News


Veja também:

Cientistas criaram campo magnético que nos aproxima da fusão nuclear