Immortality Drive, a cápsula do tempo que armazena o DNA humano digitalizado na Estação Espacial

Em muitos filmes, assistimos tramas em que a raça humana está prestes a desaparecer. Esta ideia parece que não só pertence ao mundo da ficção, mas os cientistas também levantaram essa hipótese e decidiram agir caso um cataclismo terminasse com a humanidade. O projeto foi chamado de "Unidade de Imortalidade”, o extraordinário DNA que mantém a Estação Espacial.


"Immortality Drive", o DNA armazenado pela Estação Espacial



Os seres humanos têm um impulso interno que nos faz desejar imortalidade. Não só como seres individuais, que é o que nos leva a tentar encontrar formas de viver mais anos, mas também como uma espécie. Talvez esse "impulso" seja devido ao fato de que uma "unidade da imortalidade" foi criada literalmente.

Richard Garriot, designer de videogames, empresário e um dos primeiros turistas espaciais, criou um microchip no qual a sequência de DNA de uma série de pessoas escolhidas por vários motivos está codificada. Entre os escolhidos estão personalidades como o físico Stephen Hawkins, mas também comediantes como Stephen Colbert, modelos, escritores ou atletas. Trata-se de obter uma mistura eclética de seres humanos destacados em algum aspecto.

Richard Garriot carregando o chip

Foi em 12 de outubro de 2008, quando a nave espacial Soyuz chegou à Estação Espacial Internacional e transportou a bordo um pequeno tesouro de sobrevivência. Entre outros objetivos, a missão espacial tinha o objetivo de depositar na Estação Espacial um dispositivo de memória que não contém o DNA dos seres humanos, mas as sequências digitalizadas desse DNA. Além disso, o microchip tem a função de atuar como uma cápsula do tempo e contém, entre outras coisas, uma cópia do livro infantil escrito por Stephen Hawking e sua filha Lucy "Chave Secreta do George para o Universo" (A chave secreta do universo), uma cópia do filme Star Wars.

DNA

Garriot, como criador e desenvolvedor de jogos, levou a criação do Immortality Drive como brincadeira e até realizou um concurso para a escolha de algumas personalidades e dados que contivessem a cápsula do tempo. No entanto, ele não escondeu sua intenção de que, a partir dessa memória, em algum momento, seres extraterrestres com tecnologia avançada alcançassem a estação, eles tinham a base, de alguma forma, em ressuscitar a humanidade.



+ Sobre essa Curiosidade: NASA Humanidade Arca de Noé Estação Espacial

O site dos curiosos.

Veja também

  • Quem inventou os óculos?
  • Por que estudar Plutão se nem planeta ele é?
  • A Lâmpada fluorescente e a Lâmpada elétrica incandescente
  • Projeto chinês Spaceplane Híbrido pode revolucionar a corrida espacial no século XXI
  • Curiosidades sobre a Tesla Motors
  • Como avaliar meu imóvel?
  • Vídeo mostra suposto sacrifício humano dentro do CERN
  • O que há por trás da cortina na base militar secreta, Área 51, nos Estados Unidos?

Você Sabia?

Nenhum ser humano consegue se matar prendendo a respiração.