O que foi o Bandeirismo?

O movimento bandeirismo marcou a história do Brasil e foi responsável pela formação e expansão do território nacional. Chamado de movimento expansionista, essa ação teve início em São Paulo de Piratininga. Os bandeirantes faziam um movimento para o interior do país, com vários objetivos dentro do contexto da colônia.

O bandeirismo ocorreu no século XVII. O principal foco dos bandeirantes era ampliar as áreas de domínio, expandindo suas fronteiras para além das terras paulistas. O movimento pretendia chegar às regiões do Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Goiás e Minas Gerais.


Como aconteceu o Bandeirismo?



O bandeirismo foi um movimento que não tinha como meta respeitar os limites determinados pelo Tratado de Tordesilhas. Os exploradores não estavam preocupados com as regras impostas. Eles queriam conquistar novos territórios na colônia a qualquer custo.

A penetração dos bandeirantes, rumo ao interior do Brasil, aconteceu a partir de São Paulo, seguindo na direção do Rio Grande do Sul. Nesta empreitada, os bandeirantes tiveram que enfrentar todos os tipos de vegetação, clima e relevo.

Nessa época, a região de São Paulo passava por um período de pobreza extrema e os bandeirantes desejavam conquistar novos territórios e riquezas. Entre os objetivos do bandeirismo, estavam: a busca por metais preciosos e riquezas, a ampliação de território e a busca por novos escravos que pudessem ser vendidos.

Deixando a vila de São Paulo, os bandeirantes exploraram índios para alcançar suas metas de alcance territorial. Os indígenas eram vendidos como mão de obra para os engenhos. Um dos bandeirantes mais conhecidos desse período foi o paulista Manuel Preto, responsável por várias missões entre 1612 e 1628.

Antônio Raposo Tavares também foi um bandeirante conhecido, principalmente por sua violência característica no trato com as pessoas, inclusive com os jesuítas. Ele foi um dos bandeirantes mais temidos por causa de sua especial inclinação ao bandeirismo que caçava os índios para escravizá-los.

Na segunda fase do bandeirismo, os bandeirantes passaram a atender os interesses dos proprietários de terras do nordeste. Eles caçavam os escravos foragidos e perseguiam os índios, em troca recebiam uma remuneração.

A atuação do bandeirismo fez com que o território português na América fosse ampliado. Os bandeirantes exploraram as riquezas do país e desbravaram territórios do interior durante muitos anos, chegando, até mesmo, à fronteira de Bolívia e Peru. Isso fez com que o Brasil chegasse à sua atual configuração geográfica.

O bandeirismo pode ser classificado, portanto, como um movimento expansionista, mas que também ocorreu nas vertentes do Bandeirismo de Apresamento, que capturava índios para a escravidão; Bandeirismo de Contrato, a mando dos senhores de terras que desejavam recapturar escravos; e Bandeirismo de Prospecção, que tinha a missão de explorar metais preciosos. O movimento foi significativo na história do país, tanto que, em 14 de novembro, é comemorado o Dia dos Bandeirantes.


Crédito da imagem: Wikimedia - José Rosael / Hélio Nobre/ Museu Paulista da USP



+ Sobre essa Curiosidade: Brasil Ouro Riqueza

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • As 4 plantas mais venenosas do mundo
  • A História da Comunicação Humana
  • Suposto viajante do tempo revela o futuro da humanidade em 6491
  • Dieta paleolítica
  • O que é efeito doppler?
  • 16 Ilustrações que mostram a decadência da sociedade moderna
  • Qual é a maior ilha do mundo?
  • Patinho Feio - O primeiro computador da USP

Você Sabia?

Ficar acordado por 2 semanas pode levar à morte.