Pais que são rigorosos demais, transformam seus filhos em grandes mentirosos

Crianças que mentem desenvolvem mais habilidades cognitivas



Para os pesquisadores, mentir não é necessariamente uma coisa ruim, mas é um comportamento que precisa ser avaliado pelos pais. Confira logo a seguir!

Como é a criação do seu filho? Você é muito permissivo, rigoroso demais ou equilibrado? Como tudo na vida, comportamentos extremos nunca são os ideais. Pais que são rigorosos demais, transformam crianças em mentirosas habilidosas, é o que afirmam os especialistas.

Os pais precisam entender que a forma como lidam com as questões das crianças tem grande influência no desenvolvimento da personalidade dos pequenos.

Uma pesquisa avaliou a maneira como as crianças começam a mentir e o impacto que isso tem sobre o desenvolvimento cognitivo. Confira e saiba como agir com seus filhos!


Por que você não deve ser tão rigoroso com seus filhos



Para os pesquisadores, mentir não é necessariamente uma coisa ruim, independentemente de ser uma propensão, algo que tenha surgido naturalmente ou um comportamento nutrido por pais rigorosos demais. De acordo com estudos, "quando as crianças mentem, isso não é sinal de que estão no caminho da delinquência - é sinal de que estão desenvolvendo importantes habilidades psicológicas".

Crianca feliz

De fato, existem vínculos entre as habilidades cognitivas de uma criança e sua capacidade de mentir e enganar os pais. Isso não apenas demonstra sua capacidade de pensar de maneira não linear, mas também mostra que os pequenos devem ter uma boa memória, para conseguir manter e confirmar as informações da tal mentira.

De acordo com um modelo de desenvolvimento da mentira concebido por pesquisadores, crianças de dois anos de idade começam a contar mentiras primárias. Essas mentiras são projetadas para ocultar ações errôneas, mas não levam em consideração a mente do pai interrogador e geralmente não são convincentes.

Aos quatro anos de idade, as mentiras secundárias aparecem. Elas são personalizadas para reconhecer a personalidade, o comportamento e a mentalidade do acusador e são mais plausíveis que as mentiras primárias.

Já as mentiras terciárias emergem aos sete ou oito anos de idade, e fundem mentiras com fatos reais, a fim de criar histórias críveis.

Quanto mais cedo esses estágios da mentira aparecerem, maior a probabilidade de seu filho ser mais esperto do que uma criança comum. A mentira eficaz é um sinal de inteligência emocional, uma faceta da fala e da linguagem corporal que envolve um grau de manipulação empática e muita intuição.

Se seus filhos mentem e mentem bem, é provável que eles cresçam e sejam inteligentes e bem-sucedidos. Eles podem separar fatos e ficção em suas cabeças com mais facilidade do que a maioria das pessoas.

familia feliz crianca

Portanto, não se preocupe! Em muitos casos, uma criança que mente bastante pode significar um talento criativo para a família. O ideal é tratar a situação com leveza, para que a criança não se sinta motivada a mentir em todas as situações. O equilíbrio é a maneira mais correta e sensata de educar, sem excessos ou comportamentos muito rigorosos.


Fontes: iFlscience, Independent


Veja também:

As 10 mentiras mais usadas pelos patrões nas demissões de funcionários

Como superar um interrogatório com um detector de mentiras?

Como monitorar o celular das crianças?



+ Sobre essa Curiosidade: Criança Filho Educação

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • O que uma mulher quer em um homem
  • Top 10 profissões que menos pagam no Brasil
  • O que é Radiestesia?
  • Curiosidades sobre o Cigarro
  • A Invenção do Relógio de Pulso
  • O que é Mulching?
  • Curiosos ditados populares do mundo digital
  • Curiosidades sobre a Irlanda

Você Sabia?

Comer maçã ajuda a ficar acordado.