CuriosidadeCiênciasPesquisadores utilizam telefones celulares para combater surtos de doenças

Pesquisadores utilizam telefones celulares para combater surtos de doenças

Img Mobile - Pesquisadores utilizam telefones celulares para combater surtos de doenças

Todos nós vivemos grudados aos nossos telefones celulares diariamente. Agora, os pesquisadores pretendem utilizar essa ferramenta para monitorar e controlar surtos de doenças. O objetivo é empregar os smartphones que estão sempre em nossos bolsos para acompanhar o risco de epidemias.

Os epidemiologistas confiam em modelos de computadores para simular a propagação de doenças e determinar a melhor forma de intervir e rastrear os riscos aos seres humanos. Os pesquisadores dizem que os registros de celulares também podem contribuir nessa atividade, pois são capazes de fornecer melhores dados sobre os movimentos da população e, por sua vez, sobre os modelos epidêmicos.

Para provar que esta abordagem pode funcionar, os pesquisadores compilaram registros de telefones celulares a partir de 2013, gerados por 150.000 usuários no Senegal. O objetivo era rastrear os movimentos de população e acompanhar os acontecimentos de uma epidemia de cólera que assolou o país em 2005.

Os dados sobre como as pessoas se deslocavam ajudaram a conhecer melhor a propagação da doença. O método, chamado de modelo de gravidade, pode estimar quantas pessoas vão se mover entre duas cidades com base na população e na distância de cada uma delas.

Os telefones celulares são quase onipresentes no Senegal, e quando os aparelhos realizam uma chamada ou enviam uma mensagem de texto, os provedores guardam os registros. Esses dados ajudaram os pesquisadores a acompanhar o movimento dos usuários de telefone celular à medida que se movimentavam. O estudo foi publicado nos Anais da Academia Nacional de Ciências.

A ferramenta de alta resolução empregada na pesquisa do Senegal apenas rastreou os movimentos da população, sem comprometer a privacidade individual. O modelo deve ser empregado futuramente para evitar ou controlar o deslocamento das pessoas para áreas de risco e reduzir a propagação de doenças e os casos de contaminação.

Via Discover Magazine.



+ Sobre essa Curiosidade: Epidemia Pandemia Doenças
Comentários:

Curiosidades Relevantes

  • 10 Doenças mais estranhas do mundo

    Uma pesquisa do jornal australiano Sydney Morning Herald relacionou algumas das síndromes mais estranhas que atingem o ser humano. Podem parecer doideiras, ...
    Leram 458421 Vezes

  • A bizarra epidemia da dança de 1518

    Em julho de 1518, a cidade de Estrasburgo, França, foi protagonista de um evento extremamente bizarro que até hoje nenhuma explicação foi capaz de pôr fim a...
    Leram 792 Vezes

  • Doenças Raras (Vídeo)

    Impressionante seleção de imagens sobre doenças raras e devastadoras. Imagens chocantes e bizarras, caso não tenha estômago para ver o vídeo a seguir, nã...
    Leram 139354 Vezes

  • Quais as doenças mais comuns no inverno?

    O inverno é uma estação do ano marcada por diversas doenças e sintomas desagradáveis. Esse é o período com a maior incidência de alergias e doenças respirat...
    Leram 12218 Vezes

  • Doenças do Egito Antigo

    Segundo a história, o povo do Egito teria sofrido com dez pragas. De acordo com a tradição judaico-cristã, essas pragas teriam sido enviadas por Deus para q...
    Leram 26782 Vezes

  • As doenças mais raras do mundo

    Existem algumas doenças raras, e até mesmo estranhas, que ocorrem com pouca regularidade, mas apresentam sintomas e consequências graves. A maioria das doen...
    Leram 70950 Vezes

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • O Fruto Mais Light do Mundo
  • Top 10 filmes mais nerds de todos os tempos
  • Como é cotado o preço do ouro?
  • O que é a Bibliofobia?
  • 15 frases que todos os pais estão cansados de repetir para seus filhos
  • Curiosidades sobre o Neymar
  • Fantasma de Menina em Cemitério
  • Apple pode comprar a McLaren

Você Sabia?

O beija-flor tem o menor coração do reino animal.