CuriosidadeCotidianoPor que roncamos?

Por que roncamos?

Img Mobile - Por que roncamos?

Quem não se incomodou pelo ronco de alguém e passou boa parte da noite em claro?! Seria difícil encontrar uma pessoa que relatasse não ter ainda passado por essa situação. A comprovação que as pessoas dão, geralmente, sobre roncarem com frequência, é o cansaço excessivo, estresse, entre outros assuntos relacionados com o relaxamento da mente. Mas, nem sempre isso será sinônimo de roncar a noite inteira, e o problema pode estar relacionado a coisas totalmente diferentes dessa realidade, como a configuração dos músculos da face e o funcionamento do sistema respiratório do indivíduo, por exemplo.

Hoje, iremos descobrir um pouco mais sobre o ronco, porque roncamos e como evitar esse ronco rotineiro. Vamos lá!


O que é ronco?



O ronco é uma resposta do corpo para o comportamento do sistema respiratório, podendo ainda ser um sintoma de diversos tipos de doenças, necessitando de cuidados especiais quando aparecer com bastante frequência a fim de que a saúde do indivíduo seja mantida. Mas, de forma natural todas as pessoas podem roncar em alguma situação de suas vidas, dependendo de como o sistema respiratório se apresenta, causado pelo ar que passa para ser expirado, que de acordo com a propriedade física dos fluídos, passa a ter um turbilhonamento do ar ao percorrer o tubo respiratório, resultando no som que conhecemos como ronco.

Ilustração do que causa o ronco

Causas do ronco



As principais causas, que além de serem geradores do problema podem ainda agravá-lo como uma espécie de fatores de risco, são:

• Obesidade
• Alcoolismo
• Dormir com a barriga para cima
• Sofrer de obstrução nasal
• Flacidez excessiva na musculatura da face


O que influência?



Os fatores citados acima como causas do problema são grandes influenciadores para que ele se agrave. De forma geral, o ronco pode ser considerado normal até certo ponto, mas quando influenciado por esses fatores pode se apresentar com mais intensidade e causar problemas na saúde do indivíduo. O que deve ser feito é perceber se o ronco é recorrente, buscar a sua causa e a partir dela tratar o problema, que quando aparece com grande intensidade é caracterizado pela medicina como apneia do sono.


Tratamento do ronco



O tratamento do ronco é feito em cima da causa que gerou o problema. Primeiro você deve identificar quais das causas citadas acima pode ter ocasionado o ronco em excesso que você tem, delimitar a que é mais relevante e então tratar esse problema. Se, por exemplo, você identificar que é o excesso de peso, deve buscar medidas de emagrecimento saudável para cuidar da sua saúde geral e tratar o ronco. Se perceber que o problema é gerado pelo alcoolismo, deve buscar ingerir bebidas alcoólicas em menor intensidade, incentivando o corpo ao tratamento do ronco.


Um estilo de vida saudável



De forma geral, tratar o ronco é buscar por um estilo de vida mais saudável, cuidando para sempre estar no peso ideal, não ingerindo bebidas alcoólicas em excesso, dormindo sempre na quantidade média indicada para o repouso necessário todos os dias, praticando atividades físicas com frequencia e mantendo o seu corpo sempre saudável como um todo. Roncar é normal, mas em excesso é considerado um problema e precisa ser tratado!

Veja: 10 bons hábitos para parar de roncar



+ Sobre essa Curiosidade: Sono Dormir

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • TOC de alguns famosos
  • Criptografia Quântica Portátil, QKarD
  • Militares americanos confirmam que OVNIs existem
  • Por que os olhos ficam vermelhos quando temos sono?
  • Apple pode comprar a McLaren
  • Animais tem depressão?
  • Anjana - A Chimpanzé mãe de tigres brancos
  • Top 10 animais bizarros que provavelmente você nunca viu antes

Você Sabia?

O nome mais comum e popular no mundo é Mohammed.