CuriosidadeCiênciasQual foi a primeira vacina criada?

Qual foi a primeira vacina criada?

Img Mobile - Qual foi a primeira vacina criada?

A primeira vacina testada em seres humanos foi a vacina contra a raiva, desenvolvida em 1885 pelo cientista francês Louis Pasteur. O pesquisador iniciou seus estudos sobre a raiva e obteve o primeiro êxito na criação de uma vacina anti-rábica de grande repercussão mundial.

Pasteur ficou conhecido pela técnica de pausterização. Ele revolucionou a ciência do século XIX e foi o primeiro a compreender o papel dos microrganismos na transmissão das infecções.

Para minimizar o poder dos vírus e reduzir a infecciosidade dos microrganismos, ele utilizava técnicas para inocular os animais e para provocar uma doença mais atenuada. O que Pasteur fazia era ajudar o animal a se defender contra doenças.

A primeira vacina contra a raiva foi testada por Pasteur em 1885, num rapaz que havia sido mordido por um cão. Esse foi o primeiro caso de um ser humano que conseguiu sobreviver à raiva.

Durante o século XX, foram desenvolvidas várias vacinas contra doenças infecciosas, como a tuberculose, a difteria, o tétano e a febre amarela. Depois da 2ª Guerra Mundial, os cientistas criaram as vacinas contra a poliomielite, o sarampo e a rubéola.

Hoje, existem mais de 50 vacinas no mundo, e muitos países promovem campanhas de vacinação para proteger seus cidadãos contra doenças infecciosas. O grande desafio da atualidade é descobrir novas vacinas contra doenças que ainda não têm cura, como a Aids, por exemplo.



+ Sobre essa Curiosidade: Doença
Comentários:

Curiosidades Relevantes

Nos siga

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Como são nomeados os furacões?
  • O que é o buraco de minhoca?
  • Dados interessantes sobre o Facebook
  • Coisas que você só aprenderá sobre o sexo depois de perder sua virgindade
  • O uso de luz infravermelha no combate ao câncer
  • Qual é a maior palavra do mundo
  • Os Incríveis Tornados Solares
  • Fractal

Você Sabia?

O único alimento que não apodrece é o mel.