Ciências

Revelada a causa do surto de coceira no Recife e você não esperava por essa

No dia 1º de outubro deste ano, o governo do Recife recebeu as primeiras notificações de uma doença misteriosa. Naquele momento, as unidades de saúde recebiam os primeiros pacientes com sintomas de coceira. Aos poucos, a doença logo se tornou uma preocupação de grande seriedade, afinal de contas apontava para o surgimento de uma doença nova. Os sintomas eram similares ao de escabiose, mas exames descartaram essa possível causa.

O estado chegou a superar 200 casos da doença misteriosa, o que conferiu status de surto. Ainda assim, foram mais de dois meses sem nenhuma resposta em relação ao que poderia estar causando a doença. Agora, finalmente, depois de mais de dois meses, parece haver uma resposta definitiva para o que estava acontecendo.

O surto chamou a atenção da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), que passou a investiga-lo. Agora, de acordo com uma nota técnica da SBD, foi revelada a causa do surto. De acordo com informações da nota, a doença é causada por cerdas liberadas pelas asas de mariposas. A descoberta faz sentido, especialmente levando em conta que a maioria dos casos foram registradas em comunidades da área de reserva Mata Atlântica do Parque Estadual Dois Irmãos.

“A chave do problema repousa nas asas de mariposas do gênero Hylesia, que se reproduzem nesta época do ano (…) entram em ambientes domésticos e, ao se debaterem contra focos de luz, liberam cerdas corporais minúsculas que penetram profundamente na pele e causam intensa dermatite”, diz a nota. O diagnóstico foi apontado como “dermatite urticante”, que pode causar vermelhidão, coceiras e até feridas na pele.

PUBLICIDADE

A entidade explica ainda que apenas as mariposas fêmeas liberam estas cerdas. Apesar da descoberta, especialistas alertam que não se deve matar as mariposas, porque elas fazem parte do ecossistema local. Ainda segundo a entidade, essas mariposas estão presentes em todo o Brasil e o mais recomendado é tentar evitar o contato; uma boa dica é a instalação de telas nas portas e janelas.

Apesar da dermatite ser um problema bastante incômodo, não chega a causar sequelas graves ou risco de morte, nos casos registrados até aqui. A inflamação causada pelas cerdas pode perdurar por até um mês, mas existem algumas maneiras de alivia-las. É preciso entender que cada “bolhinha” que se vê na pele representa uma cerda que conseguiu penetrar.

PUBLICIDADE

O ideal é fazer a higiene adequada das mãos, se banhar em água fria e depois aplicar compressas de água gelada. É válido lembrar que não se recomenda a automedicação, mas sim a procura de uma consulta médica. Com um médico, você pode se orientar da melhor forma sobre como lidar com o problema. Neste estágio, no entanto, a melhor forma de combater a inflamação é evitando o contato com o bicho.

Especialistas alertam que as mariposas possuem hábito noturno, então é importante evitar a entrada delas dentro de casa. Caso algum animal morra dentro de casa, evite varrer para não espalhar ainda mais suas cerdas. Remova com um pano úmido. Esses animais estão presentes em todo o país, então observe na sua região e evite o contato.

 

Sobre o Autor

Roberta M.

Gosto de escrever sobre diversos assuntos, principalmente curiosidades e tecnologia. Contato: [email protected]