CuriosidadeCiênciasA verdadeira história sobre a macieira de Isaac Newton

A verdadeira história sobre a macieira de Isaac Newton

Img Mobile - A verdadeira história sobre a macieira de Isaac Newton

A macieira de Isaac Newton, que serviu para ajudá-lo a descobrir a lei da gravitação, se encontra no pomar de Woolsthorpe Manor. Segundo relato do próprio Newton, ele estava embaixo da árvore quando uma maçã caiu e fez com que ele se questionasse: "Por que as maçãs sempre caem direto no chão?".

A famosa macieira tem 400 anos e se tornou alvo de curiosidade, recebendo diversos visitantes. A história da maçã caindo e inspirando Newton é considerada uma lenda científica, mas existem verdades sobre ela.

O próprio Newton contou a história a seus biógrafos William Stukeley e John Conduitt, e eles a registraram em seus escritos. Para Stukeley, Newton teria dito que: "a noção de gravitação foi ocasionada pela queda de uma maçã, quando ele estava sentado em estado de espírito contemplativo”.

Até hoje as pessoas visitam a árvore e a mansão em Woolsthorpe. A macieira permanece enraizada e sua existência foi confirmada pelo Conselho da Árvore, que a registrou como uma das 50 Grandes Árvores Britânicas.

A verdadeira macieira de Newton
Veja a macieira de Newton. Crédito da foto: Nationaltrust.

Um ano de visitas a macieira de Newton:


Hoje, a macieira é podada regularmente e continua a crescer, florescer e frutificar. A árvore é uma variedade tradicional e produz maçãs verdes. Vale a pena visitar o local onde Isaac Newton teve um dos insights mais brilhantes da ciência, criando a teoria da gravidade.

A Royal Society de Londres disponibilizou em formato digital o principal manuscrito original que descreve como Newton inventou sua teoria da gravidade depois de testemunhar a maçã caindo da árvore no jardim de sua mãe em Lincolnshire. O único mito nessa história é que não existem evidências de que a maçã tenha caído na cabeça do cientista. [ Veja o Manuscrito de Newton ]

Manuscrito, Gravura original da macieira de Newton
Crédito da gravura: Royal society.

Uma curiosidade interessante é que, no ano de 1666, a peste fechou muitos edifícios públicos na Inglaterra. Newton teve que abandonar Cambridge e partiu para Woolsthorpe, em Lincolnshire, para ficar na casa onde ele nasceu e cresceu.

Neste lugar, depois de ver como as maçãs sempre caem direto ao chão, Newton passou a pesquisar por vários anos a força da gravidade. Essa história foi contada pelo arqueólogo William Stukeley, que escreveu a primeira biografia do maior cientista britânico, intitulada Memoirs of Sir Isaac Newton's Life.

Retrato, Isaac Newton
Crédito da imagem: Wikimedia.

Os dois se encontravam regularmente como companheiros da Royal Society. Em uma ocasião específica, em 1726, Stukeley e Newton jantaram juntos em Londres. Nesta ocasião, Newton teria contado ao amigo a história da famosa macieira. Por isso, o manuscrito de Stukeley é indicado como o relato mais detalhado da anedota da maçã.

Segundo Keith Moore, chefe de arquivos da Royal Society, "a história foi certamente verdadeira, mas foi aprimorada com a narrativa ao longo dos anos". Em Woolsthorpe Manor, agora propriedade do National Trust, a mesma macieira ainda cresce e dá frutos, em frente à casa onde Newton viveu.


Fontes: Nationaltrust, Independent



+ Sobre essa Curiosidade: Gravidade Einstein

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Curiosas Supertições e suas Origens
  • Quanto tempo as mulheres esperam para dormir com um novo parceiro?
  • Como nosso corpo se mantém em equilíbrio?
  • A História do Relógio de sol (Gnomon)
  • O que é o PIS?
  • Qual o preço de uma vida?
  • Como proceder caso eu perca meu passaporte em outro país?
  • O que acontece quando você acorda um sonâmbulo?

Você Sabia?

O único alimento que não apodrece é o mel.