Conheça a história da música eletrônica

Quando fala-se em música eletrônica, é comum apenas querer dançar e curtir, sem pensar na história desse estilo. Vale lembrar que tudo começou em 1948 e trata-se da difusão do Concert de Bruits por uma rádio francesa.

A influência do francês Pierre Schaeffer criou o musique concrète, em que a composição foi realizada por ruídos que foram gerados por toca-discos. Além disso, também manipula sonoramente por meio de dois pontos essenciais.

O primeiro é a variação de velocidade e o segundo é no sentido da leitura de gravações, promovendo um belo efeito. Sendo assim, chega-se a hora de entender melhor a história da música eletrônica e a sua evolução.


Música eletrônica: Conheça um pouco sobre a história



Primeiramente, a história começa em 1948 e já foi citada acima, mas nessa mesma época outra pessoa fez experiências. Trata-se do alemão Werner-Eppler e tudo se dava por meio da síntese sonora, aplicando na música.

Os anos passaram e em 1951, o Eppler e o compositor Herbert Eimert em conjunto com Robert Beyer. Entretanto, é necessário citar que foi por meio disso que o primeiro estúdio de música eletrônica foi criado.

As técnicas usadas para a gravação eram semelhantes à de Paris, porque era gerada por meio de osciladores elétricos. A música eletrônica começou a se popularizar e tudo se deu por meio dos sintetizadores digitais.

Certamente que os samplers vieram depois e o “boom” aconteceu com os computadores pessoais, décadas depois. A razão era devido a possuir mais recursos de áudio e maior facilidade para conseguir montar o home studio.


A música eletrônica cresce e a popularização acontece



A popularização permitiu que muitos artistas passassem a dedicar-se apenas a esse estilo de música. Foi nesse mesmo momento que a música industrial surgiu, porém outros estilos dançantes foram criados e a seguir veja quais:

  • Acid House;
  • Ambient;
  • Breakbeat;
  • Drum n Bass;
  • Hardcore Techno;
  • House;
  • Techno;
  • Trance;
  • Tribal.


De antemão, a música eletrônica pode ser explicada como uma música que não é produzida por meio de instrumentos musicais. É verdade que pode englobar guitarra, baixo e bateria, mas a maioria é sem esses itens.


Brasil



No Brasil, como todos sabem, tudo fica diferente e aqui a música eletrônica ficou conhecida como Electronic Live Music. Em resumo, é a inserção e também a modificação do som pela eletricidade quando a música toca.

Um elemento importante foi a utilização das raves e essas festas de música eletrônica tem a meta de fazer danças. Do mesmo modo, começam a ser usadas nas casas noturnas e até mesmo existem rádios que tocam só isso.


O que é a música eletrônica hoje?



O objetivo primordial desse estilo de música é elevar a consciência por meio da arte, ou seja, do som. No entanto, é possível ir além e tem muita relação com a conseguir fazer com que a pessoa fique praticamente hipnotizada.

Desde já, saiba que exista o outro lado e trata-se do uso do ecstasy, uma droga que causa alucinações. Contudo, essa é a minoria e muitas pessoas ouvem a música eletrônica, mas não preferem se manter sóbrias.



+ Sobre essa Curiosidade: História da Música