CuriosidadeCiênciasCientistas desenvolvem útero artificial

Cientistas desenvolvem útero artificial

Img Mobile - Cientistas desenvolvem útero artificial

Pesquisadores criaram um tipo de útero artificial, que já foi usado para filhotes prematuros de ovelhas. A invenção imita artificialmente o ambiente do útero. Com isso, as ovelhas prematuras foram colocadas em um tipo de saco biológico, onde puderam completar o seu desenvolvimento de maneira saudável.

Neste ambiente, as ovelhas cresceram por um período de quatro semanas e, durante esse tempo, seus pulmões e cérebros aumentaram consideravelmente de tamanho. Além disso, os filhotes desenvolveram pelos, aprenderam a engolir e seus olhos até se abriram. Nas fotos da invenção, é possível ver que as bolsas estão cheias de sangue e líquido.

O útero artificial poderá, um dia, ser usado para ajudar os seres humanos com seus bebês prematuros. Isso poderia, literalmente, salvar a vida de milhões de crianças ao longo dos anos, principalmente de bebês nascidos antes das 20 semanas de gestação.

Esta invenção também poderá ajudar as mulheres que são incapazes de continuar gestando seus bebês, servindo como um tipo de “barriga de aluguel artificial”. Se, por exemplo, uma mulher tem câncer e ela não pode fazer quimioterapia sem representar um risco para o feto, a bolsa biológica poderá permitir que ela mantenha seu filho e receba o tratamento ao mesmo tempo.

Alan Flake, um cirurgião fetal do Hospital Infantil da Filadélfia e principal autor do estudo publicado pela revista Nature Communications, alertou que não será possível utilizar o saco biológico para gerar uma criança desde a concepção.

"É uma ficção científica completa pensar que você pode pegar um embrião, passar o processo de desenvolvimento inicial e colocá-lo em nossa máquina sem que a mãe seja um elemento crítico lá", disse o pesquisador. Isso significa que a bolsa não tem a capacidade de agir como um substituto ao útero materno.

Filhote de ovelha vivendo em útero artificial

Aliás, a bolsa biológica não foi projetada para substituir o útero, mas sim para oferecer aos bebês uma forma alternativa de continuar se desenvolvendo quando eles nascem prematuramente. O método pode aumentar as chances de sobrevivência das crianças.

Na bolsa biológica, o líquido amniótico é substituído por uma solução eletrolítica que serve a um propósito semelhante, permitindo que o feto faça circular o sangue e troque dióxido de carbono por oxigênio.

Assista (Ative as legendas):


Atualmente, os bebês que nascem de forma prematura precisam contar com apoio extensivo para ter uma chance de sobreviver, o que geralmente é feito com ventilação mecânica, medicamentos e nutrição intravenosa. Esse método utilizado hoje faz com que entre 25% e 50% dos bebês prematuros sofram com complicações de saúde ao longo da vida.

Filhote de ovelha desenvolvida, fora do útero

Os cientistas já vêm tentando criar um útero artificial há anos. O principal desafio foi recriar o sistema circulatório que conecta o bebê à mãe. Com a bolsa biológica, o problema foi resolvido e o sangue pode fluir com a pressão certa, graças ao uso de um novo tipo de oxigenador.


Leia também:

Cientistas anunciam nova espécie humana-ovelha híbrida

As 12 mulheres mais velhas a darem à luz no mundo

Como os bebês não se afogam na placenta da mãe?



+ Sobre essa Curiosidade: Grávida Gravidez Ovelha

O site dos curiosos.

Curiosidades Diversas

Veja também

  • Como nasce um galo na cabeça?
  • O que é cleptofobia?
  • Por que as chuvas de verão no Brasil são tão intensas?
  • A Origem da Colomba Pascal
  • Por que engordamos?
  • Ganhe dinheiro doando fezes: descubra como ganhar um salário extra
  • Funcionamento do Dirigível
  • Quais os tipos, tamanhos e modelos de TVs mais vendidos no Brasil?

Você Sabia?

É impossível criar uma pasta com o nome “con” no Windows.